AROMA DE ORVALHO - Seleção Especial

POSSO?
Eu posso me sentar ao seu lado
para respirar poesia?
Não estou por inteira,
mas, mesmo assim...
estando...
... com o pouco de mim,
sem utopia...
me permitiria sentir o aroma de sua companhia?...
Satisfaria a minha sede nesse fim de dia?
Me rendo ao sabor da sua poesia!
Eu posso?
Posso me sentar ao seu lado
como quem, distraidamente,
sem rumo certo,
ainda respira, suspirando,
aquele que ficou no deserto?
De repente, tudo ficou tão distante...
Posso?
Apenas por um instante?

AROMA DE ORVALHO
Imagem: Internet
01/11/2015
Foto

PRIMAVERA
Me reencontro
nas entrelinhas das
doces palavras que escreve...
Nelas declara um amor tão forte
Quanto as luas de outono
Verão, inverno...
Sou ela...
Florida 
Perfumada
Amada
Apetecida
Primavera...
Desejada
Especial!
Sempre bela.
Me tornei assim
Ao seu olhar...
Simples no jeito de amar.
Eternizada, como sempre
quis estar.
Quando me encontrar, não pensa...
simplesmente vem....
Vem pintar cada sentido em mim...
com cores bordadas de brisas
e aromas com essência de amor.
Vamos dançar na valsa dos sentimentos, 
mergulhados na dança dos desejos.
Pra você, dispo a minha alma nessa
ou em qualquer das estações,
Mas... não procures descobrir os meus segredos...
Não queira ver além do que te mostro.
Contenta-te com as pétalas dos meus sonhos...
me encontre nas palavras que escrevo,
Pois é assim que eu sou.

AROMA DE ORVALHO
Imagem: Internet
01/11/2015
Foto

SONHO MEU
Como não te querer?... 
Como te esquecer...
se o universo dentro de mim, 
só pertence  a você?
Minha estrela da manhã... meu melhor sonho!
Só você me faz feliz!
Mesmo que os dias passem... e
as primaveras,
uma após a outra, terminem...
Enquanto os meus olhos se abrirem...
O meu sorriso será ... seu!
Meu sonho não terá outro protagonista... e
bailar, novamente, no paraíso...
a dança das estações...
somente se for ao teu lado.
Tudo aquilo que sentimos...
que esperamos... que sonhamos...
o tempo não apagará... jamais!
Está no peito guardado...
No espaço e tempo... os sinais.
...Tão intenso,
esse sonho é demais!
Como deixarei de te querer?...
se fecho os meus olhos e
só você posso ver?
Sem lágrima... nem despedida...
É na distância de um abraço largo... 
e no olhar constante
que avistaremos o infinito e...
despertaremos a vida
na ternura de qualquer instante.

AROMA DE ORVALHO
Imagem: Internet
02/11/2015
Foto

...BASTA QUERER!
Parto para a conquista
desafiando os seus sentimentos,
brincando com a areia do tempo
em seus pensamentos...
Nada invento!
apenas experimento,
a sensação de seguir meus instintos...
descobrir suas fraquezas
destruir seus muros... e
invadir sua fortaleza.
Não vai resistir
porque o que mais quer...
está aqui!
E é perturbando os seus sonhos,
te despertando de madrugada,
e te fazendo acordar...
... para me olhar,
... me redescobrir
... e me amar, mesmo de longe...
que te faço,
novamente, 
desmaiar de vontade...

Te desfaço,
 num amasso... e
me desfaço nos teus braços!

Para se satisfazer,
basta querer!

AROMA DE ORVALHO
Imagem: Internet
02/11/2015
Foto

AH!... COMO EU QUERIA!
Eu queria saber como ir além do horizonte.
Saber atravessar a ponte
que me liga a você...
Eu queria que os teus olhos se abrissem para mim,
queria ser o teu jardim...
o teu sonho sereno.
Que ao passar por mim,
se envolvesse em meus encantos...
Queria temperar o teu fogo
te deixando alucinado
e flutuando no ar...
bem pertinho das estrelas.
Queria te jogar de vez no céu
e mergulhar juntinho nas ondas do mar,
em plena maré cheia.
Tu sabes que me incendeia,
que és o meu sonho mais ousado...
a malícia e o frescor mais desejado.
Teu beijo... aquele por mim esperado,
ficará contido até você voltar...
... beijo molhado na cor do pecado,
apetecido num intervalo de tempo
misteriosamente a nós destinado.
Tu és o meu melhor sonho...
Meu sonho dourado!
Também posso ser o teu desejo mais oculto
... o teu querer adocicado...
... teu luar em plena luz do dia.
No teu corpo inteiro,
satisfaria tuas preces sendo a tua fantasia
provocando o calor que te arrepia.
Que você deixasse
esse amor florescer,
era tudo o que eu queria!
O que seria do meu amanhecer
se ao abrir os olhos encontrasse você?
... Pura magia!
Até as borboletas deixariam de voar
para junto aos pássaros
sorridentes cantarem um novo despertar...
De lábios molhados e
corações acelerados,
nossos corpos ardentes
aos olhares brilhantes
se renderiam...
Seríamos eternos amantes.
Amanhecer na tua companhia?...
Ah!... Como eu queria!

AROMA DE ORVALHO
Imagem da internet
02/11/2015
Foto

NO ALTO DA SERRA

Lá no alto daquela serra,
num recanto perfumado
onde a vista se encerra 
pelo esplendor desejado...
Brilha intenso um Sol ardente
de um ser adocicado...
Seu castelo é a natureza
E o seu reino... encantado!

Tudo o que a luz alcança,
intercalando passagens, 
suaviza a esperança...
no sereno da paisagem.
Traz consigo a liberdade,
e voa livre pela margem,
canta alto, sem parar...
pelos campos, arremessando mensagens,
como pássaro faceiro,
não carrega bagagens,
apenas vive pleno, 
a sua vida selvagem.

Seu sorriso tem o aroma das manhãs...
Suas palavras... atravessam o horizonte,
No olhar... um brilho constante,
onde um amor se esconde...
flagrância de um límpido instante.
Traduz o dia em terna emoção...
Busca sorrisos,
escondidos na contramão...
... insistente,
transforma gota de orvalho
em luz reluzente na escuridão
Ao seu lado,
não existe solidão!

Tem a  pele cheirosa e... tão macia,
que a fronteira do imaginário desafia.
Do seu abraço, o calor envolvente...
um amasso apertado...e mesmo distante,
deixa os sentidos aguçados...
... sensação estonteante!
Quisera sentir seus carinhos
e ouvir suas canções de prazer...
Provar do néctar dos seus beijos
E num suspiro... derreter!

Doce vapor dos desejos...
Mata essa sede que almejo...
Sutilmente, vem avançando...
no impulso do seu existir.
Vem ardente emoções causar,
e novas sensações descobrir.
Dançar a dança dos deuses,
para um novo aroma sentir.
Dar cambalhotas nas nuvens...
e em êxtase sortir.
Da lua, colherás as estrelas...
No mar, mergulharás profundo,
desse sonho, não vais querer acordar...
Deixa eu visitar o seu mundo?

... Lá no alto daquela serra,
vive-se os dias...
esquece-se os segundos!

AROMA DE ORVALHO
Imagem: Internet
02/11/2015
Foto

O SONHO NÃO ACABOU...
Sou o seu coração
que pulsando...
vai tornando o ar em vida...
Enfim, respiramos!
Estamos ressuscitando! 
O sonho não acabou...
Entre um amanhecer e outro,
vamos seguindo a linha que altera o espaço em branco...
E nos desenhos nivelados...
tal qual rastros de sombras, pincelados,
editamos sentimentos... 
desejos... alegrias... sensações...
para dizer que... esse sonho é lindo!

Um novo aroma, centelha despido,
ao som do silêncio... que despercebido,
se altera e grita!... fica rendido!
Assim, entrelaçam-se sinais... se comunicando nesse pulsar...
fazendo arranjos e articulando vínculos espaciais...
nos provocando... até sufocar!
Trombamos... desarrumamos...
Avançamos... vibramos... nos desmontamos... 
E, novamente, nos encontramos... 
Amar, é o que mais desejamos!
Mas, meio sem jeito...
E, ainda, com certo receio,
... nos distanciamos e...
... brincamos com o tempo.
Mantemo-nos ágeis, no firmamento!
Renascendo, reencontramos a nossa inspiração...
E o sonho?... em constante aspiração!

Espiamos, pela fresta, a felicidade ao longe... à espreita... e a desejamos! 
Sabemos que está logo ali e, é pra lá que vamos... ...hipnotizados!
Pelo linear das palavras...
que bailam, regorjeando, de um ponto a outro...
e, novamente, nos encantamos! 
Com elas... 
aprendemos a decifrar as ondas, num vai em vem desmedido.
Com elas...
embalamos o nosso barco... sem velas!
Diante delas,
entendemos o sopro...
desse sonho que não acabou!

Navegando juntos...
descobrimos as entrelinhas do segredar, 
revelando essências do nosso querer,
e, embalados...
... ajustamos um novo despertar,
desviando dos redemoinhos...
das águas-vivas, das medusas e das sereias...
Tecendo esse sonho,
construímos um refúgio na areia quente do céu
e na brisa gentil do tempo!
É um recanto...
que eu invento 
e você...
saboreia a todo momento!

Atravessar a linha do horizonte que,
finalmente se abre a nossa volta...
é restabelecer aquela chama...
que o amor inflama,
que a amizade serena,
que a pele aquece
que o olhar apetece,
que o amor carece
que um do outro... não esquece.
...e, nesse espaço, tudo acontece,
porque o sonho... aqui, permanece!

AROMA DE ORVALHO
Imagem: Internet
02/11/2015
Foto

... BEIJO SONHADO
De olhar profundo
e boca tão sensual...
Hummm!...
Quisera eu viajar nesse mundo!
... encontrar-te no espaço ideal
sutilmente traçado pelo silêncio,
no suspiro de um sorriso...
Flutuaria lentamente,
no piscar sereno
da interface... ora lua... ora sol
E, atravessando as águas do mar...
conspirar no contraste do infinito
pela alegria de um despertar de sonhos...
num navegar profundo.
Quisera eu...
Escorregar no brilho das estrelas
e deslizar na lava de um vulcão...
Escalar a ponta de um iceberg
para dar um nó na linha do horizonte,
satisfazendo a loucura de um instante desmedido...
Quisera eu...
passear no contorno dos seus lábios
apenas para sentir o frescor de um beijo bandido
sem me importar com as sombras
ou com os ruídos da janela...
Sair da plataforma,
desbravando o mundo lá fora...
e conquistar o espaço que liga um recanto
ao seu encanto...
sem ter hora para voltar...
nem tempo para contar.
Quisera eu
saber gritar...
Sem precisar me afogar na lareira
do ressentimento 
de nenhuma cordilheira, 
dispersada pelas ondas do mar...
e ainda... quisera eu
me refugiar na fronteira 
do desconhecido...
lançar-me ao amor de um universo contido
de onde nunca se tenha ouvido falar e...
mesmo assim,
estando, onde estiver,
ser capaz de ligar,
o céu e a terra
para degustar o doce sabor do mel
oferecido pelo seu olhar profundo,
decodificado tão somente por sua boca sensual
no limite sorrateiro de um despertar
sensível às carícias do sonhar.

AROMA DE ORVALHO
Imagem: Internet
02/11/2015
Foto

MEU BEIJO...
Meu beijo...
pode ser o portal para saciar a sua sede de ir além...
Ah! Se você soubesse
como meus lábios são macios,
minha boca é quente e
minha pele perfumada.
Ah! Se você soubesse...
me desejaria ainda mais!...
Se perderia no êxtase do contraste ardente
entre a emoção e o prazer...
Meu beijo é tão doce quanto o seu desejo deve ser...
Entraria de vez nos meus sonhos.
Doce sedução.

AROMA DE ORVALHO
Imagem: Internet
02/11/2015
Foto

E ASSIM... SIGO
Me ignora...
fico ao relento
e como fagulhas me entrego
à força do vento,
na curva do pensamento.
Por lá me distraio...
e de mim saio.
Viajando no remanso das ondas
vou surtindo...
e tentando ressurgir,
busco no horizonte
o sentido de estar assim...
Sigo e... caminhando,
à deriva me reencontro.
Sigo...
Convivendo com as dúvidas
dos sentimentos
num universo sem começo...
no contexto de um fim!
De seus carinhos
vou me distanciando
e com as boas lembranças
ficando!
Umas vou buscando... e
outras, como pérolas,
guardando...
Sua presença se faz ausência,
e seu olhar já não me vê...
Se o tempo falasse
estaria surpreso...
Onde tudo se perdeu?
No labirinto da incerteza,
num sonho que foi só meu
e que a natureza da razão,
por pura destreza...
tratou de descontinuar.
Sementes da franqueza
é a fonte do despertar
e assim...
desintegrando a beleza,
de tudo o que um dia
foi tão lindo,
vem despontar a certeza
de que o momento chegou e...
o encanto... acabou!
... Em frente,
é assim que sigo...
feito fagulhas ao vento,
na curva do desconhecido
e na linha do pensamento,
sentindo a força do tempo.

AROMA DE ORVALHO
Imagem: Internet
02/11/2015
Foto

VAI ENTENDER...
Sinto que nos teus olhos ainda existe amor.
Seu despertar em mim é profundo e...
nossa história não acabou!

Passam-se as horas...
os segundos...
instantes
emoções
mundos!
Estrelas cadentes...
sons...
orvalhos,
e aqui estamos!
Na mesma dimensão
nos encontrando...
entrelaçados,
apaixonados!
Sedentos
Cegos
Desajeitados...
ainda não saciados.

Quem entende?
É assim que estamos... e
até nos imaginamos
Sentados juntos,
frente ao mar 
de mãos dadas...
pensando em caminhar.
Olhos nos olhos,
coração no coração a pulsar!
Sentidos aguçados...
esperando o melhor momento
...para conversar,
revelando no olhar
o desejo...
"amar!"

AROMA DE ORVALHO
Imagem: Internet
03/11/2015
Foto

UM  SORRISO PARA VOCÊ...
Quisera um sorriso meu
E, quisera que ele fosse teu
Tivera audácia de tentar
Mantivera a persistência
Contivera as lágrimas
Acolhera a fragilidade
Mas sofrera com a indiferença.

Escolhera a simplicidade
Recorrendo à amizade
Ganhara a confiança
Apostando no renascer,
Despertando  a esperança
Acompanhaste de perto
Oferecendo a ternura 
E o coração aberto.

Em  gota me transformei
E junto ao orvalho fiquei
Com o sol evaporei
Amanheceu... e
Em doce aroma voltei...
A sensibilidade que em ti encontrei
Jamais esquecerei.

Acariciou-me com as estrelas
Afastando a tristeza,
Distanciando serenamente
o momento de incerteza
No recanto que vivi
Fostes minha companhia
Minha doce fortaleza.

Reconheço no existir
O sentido de ter alegria
E a ti venho oferecer
Aquele sorriso...
terno, brilhante e preciso,
que fez por merecer.
Com aroma de orvalho
Este sorriso é pra você!

AROMA DE ORVALHO
Imagem: Internet
04/11/2015
Foto

ORA... ORA... ORA...
Seria fácil dizer que...
sou o que quero ser,
faço o que quero fazer,
Penso como deve acontecer...
Mas não!
Nem tudo acontece do jeito que desejamos
As cores não são como pintamos
O sonho não circunda com o abandono...
Situamos!
Embora nem sempre como planejamos...
Vivemos!
Caminhamos...
e até.... navegamos!
Desbravamos... e também nos acomodamos!
Sonhamos... acordamos!
Vamos nos tornando... nos transformando...
Metamorfoseando ... brilhando ou ofuscando.
Brindando...
Depende!
E a vida se estende... segue em frente!
Ora equilibrando... desequilibrando,
Renovando... manifestando.
E assim... seguimos!
Ora... ora... ora...
Ora semeando
Ora colhendo
Ora lamentando
Ora escolhendo
Ora escorregando
Ora se estendendo
Ora trepidando
Ora derretendo
Ora comemorando
Ora dependendo
Ora reencontrando
Ora temendo
Ora experimentando
Ora pretendendo
Ora  procurando
Ora esquecendo
Ora lembrando
Ora retendo
Ora avançando
Ora sendo
Ora encontrando... desencontrando
Entendendo... desentendendo...
Ora revelando
Ora surpreendendo
Ora sufocando
Ora cedendo
Ora recuperando
Ora perdendo
Ora se aliando...
Ora tecendo...
ou apenas observando...
Ora... ora...ora...
E assim, a vida prossegue... 
... com felicidade o bastante para se sentir adocicada... orvalhada... serena... perfumada. 
...com dificuldades o bastante para se tornar forte... petrificada... desafiada... desejada.
... com tristezas e alegrias para se conceber humana. 
... com esperança suficiente para acreditar e não desistir...
... com espaço suficiente para sorrir,
no melhor momento de se envolver
pela oportunidade que ora passa aqui ... ora ali... 

Num sobressalto entre o instante e o que está por vir, 
ajustam e desajustam lacunas do semear... colher... ser... renascer... aprender...
Busca incansável...ora insaciável,
de viver!

AROMA DE ORVALHO
Imagem: Internet
05/11/2015
Foto

SOZINHA...
Sozinha
... vou,
Sozinha
... me encontro
mas, no desencontro
 ... estou!
Levantando a poeira da estrada...
Escondendo
... na calada,
Do dia
Da noite
Do sono
Do sonho
De tudo
Do nada!
Sozinha,
Na estrada,
Vagando...
Pés no chão
Cabeça ao vento...
Sento!
Flutua o pensamento
nas asas da emoção!
Nem  pedras pelo caminho
encontro na contramão.
Sozinha...
 Vou me aliando à
Imperfeição...
Rasteiras do coração
na fronteira entre o sim e 
o não!
Como uma gota de orvalho,
Viajo na solidão...
Presente, apenas o som do
Silêncio ...
Numa serenata de ilusão!

AROMA DE ORVALHO
Imagem: Internet
07/11/2015
Foto

AH...CORAÇÃO!
No impulso, está batendo! 
Bate acelerado,
Descompassado, 
forte... lento...
não está cedendo!
Segue, na determinação do tempo. 
Por ora, treme... 
e até dói!  
Sente o pulsar
Descontrola...
Extrapola na emoção.
Pobre coração! 
Cansado e até destoado...
Por não encontrar o ritmo desejado.
Sua frequência anda suspeita.
Vaga para dar vida à vida... 
vivendo por viver e
...às vezes, até deleita.
Vai margeando o sono,  
num complexo sonhar e
saboreia-o até esgotar.
Sedento, reclama...
"Sonho sem sabor 
sem odor,
sem calor!"
Esse órgão frágil 
está sem amor!
Adentrando, ainda alimenta a chama.
Espreita e anseia...
E o que vem?
Nada!... Ninguém!
Nesse silêncio, até dá pra ouvir um... 
Batucar ...
Tum, tum!
t...u...m, tum!...
tum...tu...t! 
... do além.
Sente quem tem.
Dele, quem sou eu?
Apenas uma refém.

AROMA DE ORVALHO
Imagem: Internet
08/11/2015
Foto

AMARELINHA
Joguei uma pedra,
Mas ela caiu na linha
Perdi a minha vez
Que ficou pra minha amiguinha.

Por sorte, ela acertou,
Jogou no local exato.
Pulou até o final
E voltou tirando um barato.

Tudo bem que a minha pedrinha
Não caiu onde eu queria,
O  espaço da amarelinha
Eu também já conhecia
Se tivesse acertado
muita satisfação mostraria
A cada  um e dois passos
sorridente avançaria... 

Como das outras vezes,
minha amiga ganhou a partida
alegremente, gira e vibra,
na nossa brincadeira preferida.

Novamente, aqui vou eu
Lá pro final da fila
Entre nós não há disputa,
...e  nem briga.

Nenhuma quer parar não!
... Então vamos,
Adiante aproveitar o momento,
O que vale é a diversão!

Vou pensando,
... e até sonhando,
o meu sonho de menina,
se ganhar, vou lá no alto,
em passinhos de bailarina.

AROMA DE ORVALHO
Imagem: Internet
10/11/2015
Foto

AROMA DE AMOR
Ele nasceu do nada
Numa passagem alada
De um instante sem pensar
Navegou no íntimo das sensações
Levantou voo nas emoções
Sobrevoando constelações,
Num caminho conduzido pelo olhar.
Nasceu ardente 
Como raio estridente e penetrante...
Ardeu picante
Mudando o meu semblante, 
E satisfazendo seu desejo  viajante
Sorriu pra mim
Numa alegria sem fim.
Respirou o luar
Contemplando o mar
Sussurrou baixinho
Juntando sutileza e carinho
E  guardou o instante,
Tornando-se inconstante...
Nasceu. E foi com o amanhecer
Recheado de loucura e prazer 
Tocou profundo
Invadindo o meu mundo
E permanece aqui
De dentro, não quer sair.
É mais meu, ou mais seu,
esse amor que nasceu?
Não sei!
Não calculei
Nem planejei,
Mas aceitei,
Desejei...
Simplesmente amei
E no sonho ...
num lindo sonho, mergulhei!

AROMA DE ORVALHO
Imagem: Internet
12/11/2015
Foto

SONHO CRESCENTE...
Como estar contente
se a situação existente
se mostra tão carente?
Como não ver o que está tão evidente?
Triste realidade insistente!
Assim fica tudo incoerente.
Cadê a alegria pra vida da gente?
Que nome se daria à mente
Que não ama a sua gente...
Que se mostra resistente,
Atacando ferozmente...
Servindo-se de aspereza torrente?
Difícil permanecer indiferente!
Quanta dor, quanto clamor!
Quanta gente inocente!
Quantos se vão arduamente
E sem saber viram indigentes?
"Liberdade!"... sonho crescente!
Sentir o sabor expoente 
da união entre os continentes.
"União!"...  sonho crescente!
 Devia ser ingrediente 
Oferecido em abundância
Pra matar a fome da gente.
"Paz! Paz! Paz!"... sonho igualmente
...tão crescente!!
Há que se desejar, agir e gritar...
Experimente!!
Paz, pra se ver e ouvir...
Paz, pra viver e sentir...
Paz, aqui e ali...
Paz, pra nossa vida seguir!
Paz, pra felicidade fluir!
No coração está a semente,
O amor é a resposta pra gente.
"Amor!"... sonho onipotente!
... sonho também crescente
Pela Paz, o amor...
simplesmente.

AROMA DE ORVALHO
Imagem: Internet
14/11/2015
Foto

SONHADORA
Ah... esse coração enamorado!
Agora está desatinado!
Se apaixonou e sofre calado.
De alguém não esquece...
O carrega por todo lado.
Já até sei...
É um amor complicado.
Por ele será condenado,
E no silêncio, a sua sentença...
Viverá aprisionado!
Quem mandou querer
e tornar esse ser tão desejado?
Pobre coração!
Vivendo nessa ilusão
Agora está abandonado.
Tanto amor contido,
Na esperança ficou guardado.
Feliz é esse forasteiro
que decolou primeiro
Nesse reino encantado.
Doce sonho alado,
de  "Sonhadora"
em seu amado!

AROMAS DE ORVALHO
Imagem: Internet
15/11/2015
Foto

..LADO A LADO, NO PULSAR
Estamos perdidos no tempo
Presos num sentimento
Profundo e maravilhoso!
Tudo o que precisamos,
sentimos no olhar.
É o desejo de estar 
lado a lado.
Mesmo distante,
o nosso amor sobrevive...
Ultrapassa fronteiras
E não desaparece no espaço...
Mudos, nossos corações se encontram
Nas vibrações do sentir...
Batem fortemente.
E, onde está o som?
Ecoa no horizonte... na noite
... no amanhecer.
E é tão forte que
Não conseguimos conter.
Seguimos, então, o caminho 
Levados por esse sentimento,
Sem ver... sem conhecer...
Guiados pelo desejo de estar
novamente, lado a lado...
E nos encontramos,
Junto ao trovão...
Ao céu estrelado
Ao luar...
Aos pés da serra...
Na tempestade, num deserto...
No oceano,
Nas areias da praia,
No balanço de um trem...
ou mesmo diante de uma lareira...
na solidão!
Fim, esse sonho não tem!
Nem nunca terá!
O abraço largo, logo chegará,
E será tão sentido quanto
Apetitoso... envolvente e doce.
Nele, nossos corpos se encontrarão
Nossa pele se incendiará...
Nesse toque,
A certeza do amor 
que junto ao tempo passa,
desatina, descompassa, corre, desafia...
mas, sobrevive sem cessar
...lado a lado, no pulsar
por ter ganhado asas para voar.

AROMA DE ORVALHO
Imagem: Internet
16/11/2015
Foto

É DOCE O INSTANTE EM QUE NOS ENCONTRAMOS...
A cada batida do coração
A cada partida do dia,
da respiração ofegante,
da noite que se encerra, 
a tua presença em mim
é única e ...
misteriosamente sentida,
Doce instante!
Ao teu lado,
Estar... é um desejo.
Entre nós, a inexplicável sensação,
E você sabe disso, não é mesmo?
Sonho?... Talvez!
Não faz diferença.
Deixo me envolver pelo momento
Em que mesmo não vendo,
o universo se revela...
Nunca houve ausência.
Sempre sentinela...
E mesmo não estando,
num labirinto constante de emoções,
me aprisionou.
Saborear o teu percurso...
fosse pelo olhar,
na suavidade de tua alma viajante...
fui despertada pelo sabor incandescente 
do adocicado licor da tua luz,
que efervesceu meu coração.
Encantamento?...Talvez!
Mas esse momento se torna 
realidade na saudade
que existe daquele 
que insiste em se fazer de
mistério delirante...
Apetitoso néctar!
Tão raro como diamante.
Muito mais do que sonho
Você é a razão pela qual eu acredito no amor.
Tudo que precisamos é só 
... de nós dois.
Seguindo nossos caminhos...
No inevitável rastrear 
de um destino sereno e contínuo,
quebramos regras
e nos envolvemos num
arquipélago de prazeres,
que é só nosso.
Doce contentamento!
Aliado ao tempo
Nesse momento,
lado a lado,
novamente aqui estamos...
É doce o instante em que nos encontramos.

AROMA DE ORVALHO
Imagem: Internet
17/11/2015
Foto

LÁGRIMAS...
Lágrimas que dos olhos caem
São fragmentos singelos de
fases destemperadas,
como aromas latejantes sem aurora
arrancando da alma as palavras,
numa tristeza que aflora.
Invadem o coração e
interpretando a linguagem do amor... 
descompassadas, despencam!
No silêncio, se estendem e ao olhar
se entregam.
Cada lágrima sentida,
Serenamente segue 
no vão da vida.
Se despedem... Escorrem e somem.
Porque ali não já querem mais ficar.
Com elas carregam as lembranças, 
os sonhos... temperanças,
que outrora lhe tiraram a vontade de voar.
Silhueta de quem com as asas 
machucadas agora está.
Seguindo,
Deslizam sem culpa... e
Vão molhando a face afora,
Por vezes oculta.
Sufocando a saudade,
Tiram o sabor da alegria...
E percorrendo as faces sofridas,
De quem antes sorria,
Despertam sensações!
Capricho?... Aventura?...Sufoco?... Pura desventura!
Esplendorosas, seguem arrancando desmedida emoção!
E como gotas de orvalho deslizam,
buscando, talvez, na incerteza,
um pedido de perdão.
Inconsoláveis, rasgam o espaço,
molham a terra... e marejam o chão.
Acalentam o desejo,
despertando o sono 
ao regar um amor perdido.
Ainda na esperança, procuram abrigo.
E no distante sentido de um sorriso
vão de encontro a um ombro amigo.
Uma gota de lágrima quente,
amargurada... envolvente,
quem já sentiu não esquece.
Se não for pra chorar de felicidade,
chorar de tristeza, ninguém merece!

AROMA DE ORVALHO
Imagem: Internet
18/11/2015
Foto

O AMOR DA GENTE
Irresistível é o momento 
Em que nos encontramos...
Efeito da atração gravitacional
Produzida pela nossa luz
Num exclusivo contraste entre
a circunstância do infinito.

O cosmo é o nosso recanto,
E as estrelas?
As que mais nos encantam! 

No seu olhar,
Circunda o reflexo do meu brilho
E no meu sentir, 
Um universo de aspirações sobrepostas...
O seu desejo por mim assim me diz
enquanto o meu coração só quer o seu 
pra ser feliz.

Juntos e separados...
Amantes... amados...
Aventureiros... ousados!
Por amor, aqui estamos
Alucinados!
E  não abandonamos o nosso reino encantado.

Me procura no amanhecer
E eu te encontro no anoitecer
O instante assim nos une, 
Se desdobra no tempo a correr...
Pois um amor que é tão bonito
Tende a  florescer e crescer
É irresistível...
Vamos deixar acontecer.

Longe da razão de ser
É quase impossível de imaginar
Somamos o nosso querer
ao desejo que só tende a aumentar...
Nessa força do prazer,
Saboreamos cosmoescritas lunar
Licor de inspiração,
Com aroma de orvalho estrelar...
Degustar desse privilégio
É coroar o nosso jeito de amar.

A cada sussurrar de seu coração
O meu dispara...
Descompassamos a ideologia 
Metafísica dos sentimentos
Conduzidos pela companhia do espaço e tempo.
Quem faz o nosso momento?
Apenas nós!
Na ânsia da sua chegada, 
Me arrepia a sutileza do vento
causando até calafrios no pensamento.

Alucinada pelo seu jeito de ser
Me perco nas palavras 
Que me fazem flutuar
E o coração, mais forte bater!
Me sinto assim...
Desejada... amada...
Não podia ser diferente
Tudo ao redor é intenso
Esse é o amor que a gente sente...
Que é  nosso... 
somente!

AROMA DE ORVALHO
Imagem: Internet
19/11/2015
Foto

VEM PRA MIM MEU AMOR!
Quero um amor intenso,
Esplendoroso... ardente!
Desses que não tem fim...
Perfumado... vibrante
Envolvente!
Quero um amor só pra mim.
Um amor singelo
Porém, sincero!
Não é pedir muito,
Meu amor, no seu amor,
É  só o que eu quero!
Poder olhar para o céu 
em noite pequena e serena,
alimentar a nossa paixão
satisfazendo os desejos
que enobrecem o coração.
Quero sentir o luar, a ocasião...
sem precisar de mapas...
Precisarei apenas da sua luz,
aquela que ilumina os nossos sentimentos.
Quero passear com você de mãos dadas,
Sem pensar em mais nada
Até o raiar do dia...
Quero respirar a sua presença
E degustar dos seus beijos,
Como doce melodia.
Destilar o meu aroma de mulher
Fazendo-me a sua melhor companhia...
Deixa-me despertar suas emoções
Realizar suas fantasias...
Te envolver em irresistível mar de prazer.
Te quero tão intensamente,
Bem mais do que dizem as poesias...
Nas manhãs e nas passagens do tempo
Sem distância... sem impedimento.
Quero viver com você
O melhor e mais vigoroso  momento!
Receber do Sol
O seu raio mais brilhante
Como a um sorriso
De incomparável semblante
Meu amor, como eu te quero!
Vem pra mim nesse instante.

AROMA DE ORVALHO
Imagem: Internet
20/11/2015
Foto

NO HORIZONTE DE UM OLHAR...
Ele é todo assim...
Imponente, alegre... romântico
Um encanto! 
Às vezes nos desencontramos
Nas desventuradas artimanhas
que o mundo impõe.
Mas assim é a vida.
Misteriosa, querida... Por vezes, desafiadora.
Seja doce ou insaciável...
 Por todos é desejável...  Apetecida!
Nesse elo de transições,
Entre os momentos vividos,
Nossa condição humana
Nos mostra o quanto somos 
incompletos, imperfeitos...
Incompreendidos...  sedentos 
Por receio, nos tornamos enfraquecidos
E o desconhecido tememos.
Nos refugiamos... e
Emocionalmente, nos desarmamos.
Mas, desistir de seguir em frente,
Deixar de encontrar o final do túnel
Ou de conhecer o que adiante está, 
na contorno da ladeira?... Não!
Por que desistir?
Não sabemos o que está por vir!
E esse depois, pode ser lindo!
Havemos de acreditar nisso para nos transformar.
A esperança é como o sonho,
Nunca deve acabar!
É lá que o porvir está.
E até pode vir com o pôr do Sol
Daqueles que nos revigora com a sua luz...
Conduzindo novos tempos
Novos versos... que só o amor traduz.
Ah! Esplendoroso renascer!!
Que um dia se fez em majestosa poesia!
Que o seu silêncio
Ecoe em gloriosa alegria 
e em desmedido prazer...
Ressoando e entoando a vontade de viver
fazendo feliz quem assim quiser ser.
Que aquele ser encantado
Imponente, alegre e romântico... 
Seja despertado,
E pela felicidade... encontrado.
Felicidade esta que pode estar ao seu lado.
Ou no horizonte de um olhar
No canto de um canto...
Sempre a esperar.

AROMA DE ORVALHO
Imagem: Internet
21/11/2015
Foto

SENTIMENTO DE UM INSTANTE NUM OLHAR BRILHANTE
O olhar traduz e revela
toda a luz que nele se encerra,
que lá habita em cores
ora de felicidade...
ora de saudade...
Rompendo em brilho
o contorno de uma tela
onde o amor, o desejo
e a esperança pincela.

Num simples olhar
uma vida se passa...
e com ela,
toda vontade de viver,
todo desejo de amar...
todos os sonhos.
É no seu brilho que
muitos corações se encontram...
Sensações se enlaçam,
caminhos se estendem...
se mostram... se revelam...
ou se distanciam... 
E, às vezes, se vão para sempre!

Os sentimentos...
mesmo que de um instante,
circunda num olhar brilhante... e
Dar asas à imaginação
torna-se um atributo perfeito
para satisfazer um mero e ardente desejo
que se estampa,
pela singela vontade de
de amar... 
transfigurando-se no possível ato de
sonhar... e sonhar!

AROMA DE ORVALHO
Imagem: Internet
22/11/2015
Foto

CAVALGADA ESTRELAR
De onde vem os sonhos?...
... Os melhores sonhos?
Se soubesse, voaria para lá,
nesse instante...
num lindo cavalo alado...
de fogo...
Valente... Completo!
Com asas de imaginação,
Ardente na temperatura da paixão
Capaz de superar a linha do tempo
Rotacionando paralelos e meridianos
Sem nenhum constrangimento.

Feito um raio trovejante
em meu alazão viajante,
ultrapassaria a velocidade da luz,
ligaria um mundo ao outro
como um grito que reluz,
e que só a inspiração traduziria...
Doce sonho delirante,
decorado em especial fantasia,
Descobrir o reino celestial,
vigoroso seria...
no lombo desse maravilhoso animal...
Pura ideologia!
Fascínio... magia!

De seus rastros extasiantes,
Uma nova constelação se faria...
galopando velozmente
nem o cometa competiria.
Na Terra brilho tão intenso,
somente da lava de um vulcão,
arrasante e arrebatador,
despertado em cordial erupção...
Ah, meu alazão!
Sua luz em mim serena,
Despertando em minh'alma 
o desejo desse sonho encontrar
... atravessar o mar de ilusão,
e em aromas de encantos mergulhar.

Dispersos por esse mundo afora 
Seremos dois forasteiros
Sem medo do desconhecido,
A vagar colinas e montes inteiros.
Somos assim destemidos,
eu meu companheiro...
É um doce sonho....
Quem despertará primeiro?

AROMA DE ORVALHO
Imagem: Internet
23/11/2015
Foto

EM BUSCA DE MIM...
Tudo está tão diferente...
O teu olhar que em mim penetrava
aos poucos foi se distanciando,
perdendo o brilho... e
ao silêncio, se misturando.
O espaço que antes ele invadia
Misteriosamente,
Na saudade vai encontrando refúgio.
E no pensamento,
Que sempre presente se fazia...
tua boca... teu sorriso,
uma doce lembrança
agora perene...
E o amor...
que suave e sereno
em meu coração embalou,
foi e continuará sendo um encanto...
O mais doce dos prazeres sentidos
que pela fantasia, agora será envolvido.
O baile da estações... dos desejos perdidos...
nunca será esquecido.
Sabe que és especial!
Tornou-se, em dourado, o meu melhor sonho.
Um sonho encantado.
Não há vestígios de novos brilhos...
Apenas saudades...
Afago.
Sentimento de ausência,
de quem no coração está, 
como aroma de poesia...
terno e amigo.
Agora saio em busca de mim...
e, nem sei por onde começar...
ou se consigo...
...Sei apenas
que é preciso!

AROMA DE ORVALHO
Imagem: Internet
24/11/2015
Foto

HAJA VISTA...
Voz... lançada ao vento,
Embala imperial
Ressoando nos trilhos do tempo
A buscar o tom ideal,
desatina até o pensamento
no sentido cordial.
Me desarma ao soar do dó,
E no ré, só vejo lamento
Porém com o mi a se aproximar
O fá se distancia...
Será que em mim não encontra
Algum tipo de harmonia?

Como poeira rodopio no ar,
feito tempestade em noite de ventania,
Insisto no grito a dizer
Onde está minha alegria
Que não encontra sincronia?
Pois, sem a nota matriz,
nem me arriscaria...
Nesse momento,
Ficar na sombra, ao relento...
Até preferiria. 

Olharia assim para a Lua
plena em contemplamento,
serena no conforto do espaço,
invadindo misteriosamente
o captar do meu pensamento.
Em loucuras de sentimentos, 
Que dirá o vento,
Andando por aí arteiro...
Atirando tons de marfim,
camuflado e desdenhado, 
colidindo em aspereza
sobre o que nas profundezas
Está muito bem guardado...

Contemporânea ou medieval,
uma viagem assim se fez,
como requintada orquestra
no tempo do "Era uma vez",
haja vista, lá se foram duas ou três!
Assim como os versos de uma aresta
Que se ligaram às faces poligonais...
em contornos embaraçosos,
de um amor que se distrai,
acumulou-se a saudade
Sobreposta a planilhas conceituais
silhueta de emoção...
Haja sistema de irrigação
e manobras torrenciais!
Assépticas complacência, 
de quem... já sentiu demais!

Quanta esperança perdida
Na desventurada ferida
Pelos arredores da vida!
Haja vista ter sido esquecida...
Mas, como tudo é incerto
Rever o que não foi correto
Serve de base alicerce
Para renovada subida
Daquela que na descida
Deixou de ser percebida...
Ou, talvez não!
Será que ainda é querida?

AROMA DE ORVALHO
Imagem: Internet
26/11/2015
Foto

ESPLÊNDIDO AMOR
Nosso amor
Assim nasceu
De um sonho sem fim
... que foi crescendo
Dentro de você...
Dentro de mim.
Sonhamos... e
ainda juntos estamos,
num mistério que se formou.
Eu  de um lado,
Você... do outro
Guerreiros ... mensageiros
do amor
nesse comboio de corda,
estrelado
apaixonado
azul
e adocicado...
que no devido tempo 
a virtude cuidou.
Num remanso me perdi
no momento em que 
em seus olhos vivi
o soar da mais linda canção...
Tocou profundo...
navegamos na emoção!
Minha fantasia foi a sua
quando ao ver a Lua,
seu universo em mim se fez em verso
à luz da mais melodiosa poesia...
Enquanto o meu olhar
Junto ao seu pairar
teremos todo o tempo
do mundo
para mais uma noite
de sonho, ternura
e despertar...
Novas histórias
Assim se formarão
No esplêndido amor
dos dois...
Num só coração!

AROMA DE ORVALHO
Imagem: Internet
27/11/2015
Foto

TAL QUAL UM PÁSSARO...
Tal qual um pássaro
Quis voar... voou
Quis andar... andou
Quis cantar... cantou
Quis viajar... viajou!
Quis desbravar outros horizontes... 
e fez isso da forma mais intensa que encontrou...
Em suas aventuras,
Algumas cicatrizes ganhou...
E assim como nós,
Também chorou....
Sentiu... 
Mas também,
Nas lembranças doces de outrora,
Sorriu e se divertiu.
Tal qual um pássaro,
Novamente volta a seguir o seu caminho.
Venturoso e cheio de sonhos...
Novos mares à sua frente surgirão,
Novas árvores...
Novos frutos colherá... saboreará...
Talvez novas batalhas travará...
Mas as vitórias,
também alcançará
porque não desistiu de lutar!
E não desista!
Tal qual um pássaro,
Voe... e
Voe alto,
Virtuoso...
E encantador..
Como sempre foi.
Voe pra mais perto da sua liberdade
E para o melhor lugar que encontrar...
Talvez perto
Do seu luar...
Do mar
Do Sol
De um novo lar...
Como você sempre quis!
Mas não desista nunca de sonhar...
De amar...
De ser feliz!

AROMA DE ORVALHO
Imagem: Internet
28/11/2015
Foto

POR ONDE ANDARÁ O SOL?
Hoje o dia amanheceu triste
Chuvinha fina caindo,
Pensamentos rodopiando,
Formando nuvens
Quase que... trovejando!
Os sentimentos
Se esconderam por detrás
De um olhar sereno
E ali, formaram uma
Delicada gota de orvalho.
Por onde andaria o Sol?
O único capaz de 
Iluminar e transformar 
Essa gota de orvalho
Em cristal multicor?
Ou mesmo mostrar-se ao espaço,
Num só abraço,
Unido por sete cores,
Cada qual com seu sabor...
Fazendo fluir dos sentidos
Ternura... carinho... amor!
Mas o Sol se distanciou
e hoje não apareceu.
Parece que adormeceu!
O dia continuará triste
E a gota de orvalho poderá 
Seguir por outro caminho
Caindo...
Sentindo...
Indo...
ou simplesmente, 
sumindo,
no horizonte
de um olhar distante.

AROMA DE ORVALHO
Imagem: Internet
29/11/2015
Foto

QUEM AMA NÃO ESQUECE
Quem diria que os olhares, 
já não se encontrariam mais?
Ou que as mãos, não se tocariam mais?
E quem diria que agora,
Tanto quanto antes,
Não se importa mais?
Que não vale a pena...
Ou que tanto faz!
Fiquei sem respostas...
Seu silêncio ainda me importa
Não deixei tudo assim pra trás...
A saudade dói, demais!

Encontrar você
Nesse universo, não foi difícil...
Difícil está sendo te perder...
Te esquecer!
Já pensei em seguir em frente...
Em encontrar outra forma de amar
Sem me ferir...
Talvez devesse fugir
Pra muito, muito longe daqui
Para muito mais além...
Onde não tivesse ninguém!
Para além do céu, além do tempo...
Além do mar...
Sem nenhuma possibilidade de te encontrar
Mas isso é impossível!
O pensamento insiste em me acompanhar.
E assim... 
Para tudo que olho...
Te vejo... Te sinto...
E volta o desejo.

Ainda em meus sonhos te encontro
E mesmo sabendo que não está mais aqui,
o tempo não apaga as marcas que você deixou
no suave compasso de sensações...
Sinto o teu cheiro,
O teu carinho.. o teu toque
percorrendo o meu corpo inteiro...
Tua presença está
no contorno dos meus lábios,
na minha face... e até no meu sorriso
que se apagou...
Meu amor,
em meu coração,
a chama dessa paixão
ainda prevalece...
Porque quem ama...
Não esquece!

AROMA DE ORVALHO
Imagem: Internet
30/11/2015
Foto

QUANDO A SAUDADE VEM?...
Tocou meu coração a brisa do amor
e nas asas da imaginação
viajei por entre estrelas 
atravessando o mar da emoção!
Senti a força dos ventos,
da tempestade...
foi um furacão
derrubando barreiras
e impedindo a existência de fronteiras.
Apesar da intensidade,
chegou de mansinho
e timidamente se fez presente.
Sem hora marcada aconteceu
e não querendo mais ir embora
no silêncio me fez ver
o que na alma vigora.
Chamou minha atenção
o seu jeito que ser...
Seu calor radiante 
me consumiu e me fez delirar
atingindo as profundezas do meu querer.
Tornou-se imortal
mostrando seu potencial
e me envolvendo no
universo do prazer.
Assim é o amor...
voa alto sem se perder
sobrevivendo com a liberdade 
que receber.
Onde vai, 
leva um brilho que inflama 
dando sabor e calor
ao coração de quem ama.
Mesmo quando distancia
seu aroma se mantém
...é quando a saudade vem.

AROMA DE ORVALHO
Imagem: Internet
01/12/2015
Foto

O AMOR E O ADEUS
Há situações que desafiam o pensamento
E se tornam mistérios na vida da gente.
Mistério é sempre mistério, 
Como os sentimentos
Que com, ou sem sentido,
Preenchem os momentos.

O amor é um grande mistério
Que só quem ama sente.
Quando chega ao coração,
Esteja presente ou ausente,
Lá está... mexendo nas sensações
Causando vibrações... e
Até constrangimento...
Mas é muito desejado,
Quem não quer ser amado?

Um grande amor nasce no olhar
E, quando vai embora,
o adeus machuca fazendo chorar...
E assim, numa mistura de tudo
que a própria razão desconhece
Quando o amor acaba
O corpo padece.

O adeus é outro mistério,
Como um tiro no peito 
que não há como defender...
Logo "morremos" sem morrer
Porque é preciso continuar a viver
Olhar pra frente... prosseguir...
"renascer"
Vai entender!!

AROMA DE ORVALHO
Imagem: Internet
02/12/2015
Foto

ESPERANÇA DE SONHOS ESQUECIDOS OU MAGIA DO AMAR?...
Quando eu me perdi,
numa esperança de sonhos esquecidos,
você apareceu...
E foi o melhor, dentre tudo o
que eu poderia sonhar.
Nunca imaginei encontrar alguém assim...
E parecia que sempre esteve ali
A me procurar... a me esperar.
Mas notei que de alguma forma
evitava o meu olhar...
A essência que entre nós existe
não há em nenhum outro lugar.
Não imagina como é bom despertar com o seus olhos
e sentir o sopro do seu amor me dizendo "bom dia"!
Você também sente o amor que eu sinto em mim.
Seu desejo de me procurar,
aqui dentro, me faz companhia.
Toda a sentença do espaço e tempo,
ultrapassar gostaria.
Se lesse meu pensamento, 
encontraria todas as respostas
que não sei dizer em palavras...
Mas, num aconchego de luz e magia
te envolveria
para causar as maiores e melhores sensações
do mais puro e denso amor.
O Sol, de tamanho esplendor, mero espectador seria
e a Lua... apenas mais uma refém, 
a se desfazer em humilde panorama celestial,
onde as estrelas, seresteiras, bailariam
ritmadas em suave e louca aventura.
No transbordar de um doce
e irresistível aroma de ternura e alegria
nossos olhares poderiam se encontrar
para os primeiros passos de um novo
e talvez intrigante.... caminhar.
Tanto quanto eu,
se deixar levar por essa magia,
é o que mais gostaria...
A magia de amar.

AROMA DE ORVALHO
Imagem: Internet
03/12/2015
Foto

DELICIOSO...
Como poderia deixar de perceber
Seu toque generoso...  corajoso...
Cetinoso e até... malicioso?
Desceu por mim, 
Transbordando em carícias
E num perfume sem igual,
Liberou sua fragrância desejosa...
e irresistivelmente gostosa!
Fechando os olhos 
entreguei-lhe todo o meu ser... 
Dominou-me no seu querer.
Meu universo se fez pleno
Naquele recanto sereno.
Encobrindo minha face,
Como num beijo melado,
Percorreu por meus braços
Num aconchegante abraço... e
Provocativo,
Continuou o que havia começado.
Em meu corpo deu voltas
E... no contorno inspirado
Deslizou em mim, até a ponta dos pés...
Senti o seu perfume ainda mais intenso.
Já não havia mais espaço
Para tanto glamour.
Paralisada por aquele instante,
Me rendi ao momento
Deixando-me levar pela sutileza
Da mais completa grandeza
Do seu aroma.
Que maravilha... que leveza!
Uma nuvem ao meu redor,
Naquele instante se formou,
Espumosa, radiante e multicor...
Sensação de infinito calor e frescor.
Mas, tudo enfim terminou 
Quando o sabonete acabou e
o relógio despertou anunciando...
Fim do banho!

AROMA DE ORVALHO
Imagem: Internet
04/12/2015
Foto

ELE É MESMO VALIOSO... É O MEU TESOURO
Um tesouro...
Simples assim...
imperfeito para si e...
Mais que perfeito pra mim...
No seu jeito de ser
Alimenta a minha alma
é sensível e encantador...
pode não querer saber,
mas é imenso o seu valor.
Esse meu tesouro é único
Não existe em nenhum outro lugar
às vezes ele tenta escapar,
Mas corro atrás...
Não desisto jamais,
pois sem ele não sei ficar.
Esse tesouro é exclusivo
Traz em si as melhores histórias 
que já conheci...
Histórias que só conta pra mim.
Igual a ele, outro não existe
Tem de tudo um pouco....
Amor
Vivacidade
Coragem
Ternura
Vaidade
Sabedoria...
Enfim,
Uma infinidade!
E que tesouro!
Pra mim...ele é tudo!
É o meu mundo
... é absoluto!
O que corre na veia
Ultrapassa qualquer barreira,
E é pra vida inteira!
Ele é a minha alegria!
Por ele sou o que sou...
Sem nada ser...
Sem nada temer!
Me sinto o dia... a noite... a Lua
Sou também o além e...
Talvez o seu Sol,
ardente e pleno.
No meu jeito de menina...
De flor ... que 
canta poesias de amor...
lanço meu olhar vibrante
Quem sabe isso o encante?
Seu brilho é a minha luz... 
Como ele me seduz!
Onde quer que eu vá
Meu tesouro se faz presente 
mesmo quando está ausente
e está bem guardado
profundo, mergulhado
num coração serenado...
De onde nunca será esquecido
porque meu tesouro é valioso demais...
é querido...
Meu tesouro é também
um grande amigo!

AROMA DE ORVALHO
Imagem: Internet
05/12/2015
Foto

O VULCÃO QUE HÁ EM MIM...
Amanheci assim,
Ardente em chamas
Pronta para te enlouquecer!
E ...nada de preliminares,
Meu calor vai te aquecer.
Arrancar do teu íntimo
A risada mais gostosa
E num ritmo escandaloso
Me entregará o seu ser.

Rendido às minhas provocações...
Cederá ao meu universo de prazer
Em meio a todas as tentações
Embriagado pelo soar das mais
estonteantes sensações...
Passearei pelo seu corpo
Como um barco a navegar
E a cada onda que subir
Gritos de felicidade irá soltar!
Arrepios torturantes lhe farão suspirar...
Faremos o nosso amor
Chegar ao alto dos céus
Acordando todos os anjos
Que lá estarão para nos contemplar
Fazendo aquele amor bandido
Proibido, mas muito sentido 
e desejado...Ressuscitar!

No meu desejo 
A inspiração do seu beijo
Molhado e ardido
Inflama a certeza
Da liberdade de amar sem fronteiras.
Quero ouvir o seu sussurrar 
De amor e malícia... a vida inteira!
Nesse nosso espaço do sentir
Que até causa calafrios, 
Estaremos sempre a ponto de bala...
Embalados por tudo que
Outrora foi só nosso
E do qual não esquecemos jamais!

Um trovão, um relâmpago ... ou talvez um vulcão!
Somos assim... às vezes temperamentais
Mas apaixonados um pelo outro
Como chocolate e pimenta...
Fogo e faísca
Mel e polenta...
Tudo a gente mistura... e até inventa
E no irresistível sabor,
Desse grande amor,
A nossa vida de sensações se alimenta.

Do mundo somos vítimas
Sedentas de prazer e encantamento
Juntos, nesse comboio,
Nos encontramos a todo momento
Aqui.. ali e... 
até mesmo no pensamento.
E não adianta querer fugir
Porque o nosso amor explode 
Arde... impossível resistir!

... Já chegamos na parte em que
Mordo docemente 
O seu pulsar de vibrações
Que se alegra no suingue 
Do meu olhar?
Então...
Agora me transformo em vento
Para os seus lábios beijar 
E em ninja,
para em sua essência mergulhar.
Prepare-se porque 
num estonteante abraço de Sol
irei te aquecer... te amar
Mesmo no infinito daquilo 
que agora estou a fazer...
Apenas Sonhar!

AROMA DE ORVALHO
Imagem: Internet
06/12/2015
Foto

SOU (?)...
Me descreve como a mulher mais desejada...
A mais cobiçada e amada
Que seus olhos já possuíram...
Para mim, ele é o homem mais ardente
Mais querido, romântico e apetecido 
Para o qual os meus lábios suavemente sorriram.
É um pólen adocicado 
Atrativo e generoso
Que a natureza cuidou de fazer
E oferendar à pequena flor do meu ser.
Em saboroso aroma se misturou o nosso querer
E nos consumimos em néctar de especial prazer.
Alimentados pelo doce desejo
De um ato desmedido
para um ao outro pertencer...

Na proporção ideal
Somente ele é capaz de me despertar
Para um sonho real
Vivido e saboreado 
No esplendor do espaço
De um tempo encantado.
Sua presença assim se faz
pela aspiração dos meus sentidos.

Seu sabor... 
Uma mistura de castanha, romã e avelã
Seu aroma...
Uma viagem ao paraíso perdido
Seu calor...
A fúria de um vulcão enlouquecido
Sua voz...
A ternura do canto do curió
Seus gestos...
Um furacão de emoções rastreadas 
por cometas intergalácticos
Seu toque...
A proeza do Sol nascente na brisa do orvalho... 
Capaz de me arrepiar inteira com suave precisão.
Seu sorriso...
O alimento da alma carente que distante serena
Sua boca...
Um sonho para mergulhar profundo esquecendo 
a razão de ser quem sou... onde estou e porque até 
aqui cheguei.
Seu corpo...
A plenitude de um universo a ser descoberto
E redescoberto a todo instante.
Invadir esse universo é o mais instigante!
Não é difícil se perder na sua constelação de prazer 
Difícil é encontrar outro caminho para prosseguir
Depois de descobrir a exuberância desse astro
excitante... radiante... atrevido!

Ele é a magia em forma de canção
Que ouço ao final da tarde... 
No dedilhar da viola... do violão...
Suavemente despertando as ondas sonoras
Sincronizadas entre o calor da emoção
e o pulsar contemplativo do meu coração.

Para ele, sou forasteira fantasia...
Aguçada em oferenda apetitosa,
Num desejo sem fim.
Pra mim ele é a essência e o vigor
É o poema não escrito
Porque excede ao esplendor 
Das palavras que ainda não se inventou.
É a sombra ardente
Da luz florescente 
Na chama da solidão
Desfeita pelo pulsar da paixão
na inocência de um grande amor.

Pra mim ele é o raio de Sol
Que toca e aquece
Pra ele, sou... 

AROMA DE ORVALHO
Imagem:Internet
08/12/2015
Foto

NUM INTERVALO DE TEMPO... A DISTÂNCIA, O DESERTO E A FALTA DE MIM"
Sem você, 
Me perdi no meio de uma colina.
Não avistei o mar,
Mas caminhei e preferi ficar só...
O deserto me faz falta!
Olharia para o horizonte imaginando 
Seus olhos... seus carinhos
Desejando um beijo, um aconchego
Um sorriso...
Já percebi que sem o seu amor 
eu não sei renascer.
A brisa que vem me percorrer
Invade meu corpo, mas...
Já não me traz alegria.
É fria!
Onde está a minha fantasia?
Penso em juntar os pedaços dentro do meu coração
Mas não sei o que fazer
Com tão grande porção...
Me acabo em pensamentos e
Me entrego às lembranças,
No escuro da minha solidão!
Por você o meu mundo teria outro destino. 
Meus sonhos...
novos se tornariam e...
o meu passado até se calaria.
As minhas incertezas... certezas seriam!
Confiar no seu amor e
tê-lo em meus braços...
é tudo que preciso para arremessar
 para bem longe o silêncio deste vazio
que me atormenta...
que me desencanta.
Novamente abraçaria os desejos, 
as loucuras...e
quem sabe que outras fantasias faria?
Pois já não tem mais sentido
a carência deste coração
desolado e pouco inspirado.
Quanta falta você me faz!
Sem você...
sou menos do que imagina...
me sinto incapaz!
Sou criança esquecida,
deixada num canto da vida,
como mais uma refém...
sendo como sou,
sou... ninguém!

AROMA DE ORVALHO
Imagem retidara da Internet
09/12/2015
Foto

POSSO SER O TEU AMANHECER?...
Se quiser um coração
cheio de amor...
Contido
Dominado
Arrebatado
por grande e intensa paixão,
não espera o mundo
desabar... e
nem espera saber se
sobreviverei
a tanto desejo,
loucuras... fantasias...
Vem!
Me leva pra você.

Não trago ouro,
não tenho diamantes e
nem riquezas materiais...
Meus dons mais preciosos
se traduzem em simples
e suaves valores sentimentais
lapidados pela grandeza 
daquilo que a natureza 
gentilmente nos ofereceu
como pérolas existenciais.
Nesse baú de raridade,
mais valor é o amor,
sem vaidade...
E sendo assim,
és tu, o meu maior tesouro...
O único capaz de satisfazer,
majestosamente,
todas as minhas vontades.

Deixa eu ocupar o seu tempo,
preencher o seu espaço e
me ver refletida no seu olhar.
Pelo caminho das estrelas
posso te conduzir direitinho!
Chegaremos lá soberanos
seduzidos por um universo 
quentinho... de aconchego
prazer e muito carinho.
Mas se for para me perder,
que seja nos teus beijos...
Deixa eu me desfazer no teu abraço,
descobrir o teu perfume...
me prender no seu laço?
Posso ser o teu amanhecer?
Vem!
... Me pega e leva pra você.

AROMA DE ORVALHO
Imagem retirada da Internet
10/12/2015
Foto

POR QUÊ?... PRA QUÊ?...
Foi numa tarde...
De um tempo que,
ao certo... pouco me lembro.
Ele me apareceu,
com um sorriso triste...
e olhou para o céu
como quem quisesse,
naquele instante,
buscar alguma inspiração.
Suas mãos estavam trêmulas
e seu olhar, sem brilho...
Isso me tocou profundamente
e logo meu coração
com ele ficou... e
se desfez.
Também eu ali me perdi
naquele irreversível labirinto do tempo
à sombra de um predestinado momento...

A sua voz cansada tropeçava 
nas palavras não ditas...
Falava de uma infância de lágrimas,
de um mundo sem fim
no começo de uma eternidade
... no meio de um nada!
Suas lágrimas correram-lhe a face.
Nunca antes tivesse chorado tanto!
Mágoas sem acalanto...
Seria a falta de alguém?
Triste cena daquela tarde pequena...
Mistérios de outrora na
minha memória
fizeram-se em vaivém. 

Quis me afastar e errei
porque ali fiquei ...
Junto, também chorei.
Daquele rosto triste
não consegui esquecer...
Ele me disse adeus e se foi
... e nada pude fazer!
Seu nome... não sei dizer.
De onde veio ou para onde foi... 
Não sei!
Do mau tempo, a distância!
Destempero sereno de uma vida
sem esperança.
Nesse redemoinho de tormento,
talvez a fúria do vento
para levar o resto de pensamentos
semeados por semear...
Fragilidade de uma ferida com dor sem cabimento.
Prosseguiu caminhando,
levando consigo
as marcas do silêncio... do abandono...
arrastando para o além, uma mistura de sentimentos.
Não vi nele nenhum merecimento
para tanto e tão grande sofrimento.
Permaneci... ressentida, talvez!
Tecendo em mim as dúvidas em fragmentos
daquele breve espaço de tempo...
"Por quê?... Pra quê?"

AROMA DE ORVALHO
Imagem retirada da Internet
11/12/2015
Foto

FERIDA, O SILÊNCIO TOMA MEU GRITO DE AMOR
Todos os dias o sol lá está,
esperando por você ... por mim,
... por nós!
O tempo avança, mas
a distância não afasta 
a esperança de mais uma vez... sonhar!

Sabendo bem quem sou,
dos meus segredos... das minhas manhas...
dos meus medos e ainda assim...
tendo descoberto o meu jeito de ser, de sentir, 
de sorrir... e até de amar ...
liga o seu olhar ao meu...
vem comigo voar!
Fecha os olhos... me beija...
Tira de dentro de mim todo amor que deseja.

Dispersa em sentimentos,
ainda posso ouvir o grito do silêncio
nas palavras deixadas 
na estação solidão...
As mesmas que me fizeram sentir
que já não é tão meu... 

Entre uma gota de orvalho 
e uma brisa serena,
seguem no pensamento
as lembranças daqueles suaves momentos...
Encantos que o vento não levou
para nenhum outro lugar...

Você é brasa que incendeia o meu coração!
Mas será que enquanto estou a sonhar,
outro alguém ao seu lado, não está?
Algo profundo me toca...
me sinto pequena.
Perdida e ferida...
o silêncio toma meu
 grito de amor!

AROMA DE ORVALHO
Imagem retirada da Internet
12/12/2015
Foto

LAMENTO SERENO...
Já pensei em desistir, 
em jogar tudo pro ar...
Em fechar os olhos e
olhar apenas para o infinito desse ser que sou... 
Um ser pequeno e sereno,
quase invisível ao universo pleno...
Um ser que se perdeu nesse paraíso sem fim
ao buscar a felicidade que, por vezes, foge de mim...
Depois de quebrar as asas,
não foi difícil mergulhar nesse 
recanto profundo do meu mundo
onde nada pude encontrar
a não ser fagulhas de um amor ressentido...
pedaços de sofrimento,
aconchego de um carinho
que até parecia verdadeiro... intenso.
Nada mais que um destempero...
esperança sem calor,
sombras de desencanto,
de falta de amor...
Como se recomeça assim?
Em volta, um espaço cercado de oceano
entre o céu e a terra...
Como se respira assim? 
Como sentir o ar que um dia se fez 
em aroma e sopro de vida dentro de mim?
Sim... Sinto falta desse ar que gera os sentidos, 
que aquece a alma... que dá sabor à brisa
e que desperta para o calor do sol.
Ainda na lembrança o distante gostinho de uma aventura
abraçada a um sorriso maroto...
Viajei e tive esperança.
Será que já é tarde?
Não sei!
Parei... pensei... sonhei...
Senti... sorri... me arrependi... 
Voltei... falei... acreditei...
Perdi... sofri... não aprendi...
Te chamei... errei... me magoei!
Viver na incerteza é perder
o encanto de sonhar,
pois, o tempo não espera,
mas sabe bem como cobrar.
Num constante vaivém
toca na minha ferida para mostrar que
falta um pedaço de mim...
De alguém...
E num lapso contexto do momento,
perco o reflexo do rumo a seguir
me distraindo num complexo pensar...
No fundo desse abismo que se faz templo,
o lamento de quem caminhando está...
Porém, sem direção a seguir
e talvez... sem asas para voar.
Infinita é a dor de um coração
que já não sabe se deve ou não
voltar a amar.

AROMA DE ORVALHO
Imagem retirada da Internet
15/12/2015
Foto

RENASCER
Busco uma estrela,
aquela capaz de acariciar a alma 
e despertar para a liberdade dos sonhos...
Aquela que vê no amanhã
a ternura do hoje...
e que mesmo distante,
abraça o instante tornando-o inesquecível.
Busco a luz...
Luz que desperta sorrisos,
espanta lamentos,
declara sentimentos,
e despacha amarguradas feridas
atirando para bem longe, 
todo e qualquer ressentimento. 
Busco uma chegada sem partida,
um rumo com saída,
um encontro sem despedida...
Busco a vida, na vida!
A semente de um novo tempo...
uma mão amiga!
Busco o calor da acolhida,
o beijo da esperança...
o fim de um conflito
e as maravilhas de uma nova aliança.
Uma aliança inserida no elo com meu próprio eu,
a satisfação retomada 
de tudo que um dia se perdeu.
Busco novas experiências,
um novo aroma
e sabores de um novo tempo.
A coragem, tão desejada,
pouco a pouco vem surgindo,
meio timidamente,
mas com o leve soar das palavras
que bocejam no ar clamando... "segue em frente!"
O que haverá depois?
Só o tempo poderá responder.
No meu olhar, ainda meio perdido,
revelando o íntimo do meu ser,
um brilho surge como que um desejo
a gritar pedindo para renascer.

AROMA DE ORVALHO
Imagem retirada da Internet
16/12/2015
Foto

POR UM RESTO DE CARINHO...
Uma sobra de carinho,
mendigando eu estava,
só pra ter mais um pouquinho...
o calor de uma palavra,
uma direção a seguir,
um caminho sem ilusão,
um sorriso desmedido
um semblante colorido...
o toque de uma mão
um coração amigo! 

Num cantinho ali fiquei,
dias e noites frias passei.
Depois de uma tempestade,
numa pequena sarjeta, escorreguei.
Momentos de tormentos
passa quem tem sentimentos,
e foi o que passei.
Parei... me olhei... 
E nos reflexos dos versos da vida
me vi refletida
... na incerteza, deslizei. 

Novamente, aquele caminho retomei
e uma sobra de carinho,
pedindo continuei.
À espera de um caminhante, 
quem não fica?... Assim fiquei...
E ele veio!
Me olhou, mas nenhum sentido notou
e seu destino mudou... 
Seguindo em frente,
apenas a sua sombra deixou.
Um vazio, naquele instante,
a meio caminho se formou.
... Me incomodei!

Dos seus  rastros deixados 
na poeira da estrada,
a linha de um tempo
assim revelava
a dor que lamentava
olhando somente para si.
E ali... bem ali...
À margem do seu caminhar,
esperando pelo seu olhar...
Nem se apercebeu...
Que aquela que mendigava
por um resto de um carinho seu...
Era eu...
pequena folha serena
que o vento sorrateiramente soprou.
Mas não se importando,
simplesmente se desviou.

Talvez ainda possa me levantar
acreditando num resto de esperança 
de um tempo que aqui está...
E, quem sabe, um novo vento aparece,
para me fazer voar 
e até me leve para outro lugar?
Se eu não errar o caminho,
seguindo com esse ventinho,
quiçá encontre,
jogado em algum cantinho,
um resto de carinho
mendigando atenção.
Mas se você me reencontrar,
pare e veja...
Mendigando o seu carinho eu estava.
... e talvez, ainda esteja.

AROMA DE ORVALHO
Imagem retirada da Internet
17/12/2015
Foto

QUERO ESTAR NA TUA VIDA...SOU TUA
Quero estar na tua vida,
caminhar no teu caminho,
celebrar tuas vontades,
me encontrar com o teu destino e...
saciar dos teus desejos escondidos.

Quero, como um sopro de arrepio,
Deslizar em tua pele e
sussurrar ao teu ouvido
sensações de bem-querer...
Numa vontade quase louca,
me aconchegar no teu ninho 
mergulhar em tua boca e...
docemente, num beijo profundo, 
sem hora pra terminar,
em questão de segundos,
fazer mistérios... te alucinar!
Invadindo o teu mundo
me perderia em você,
num pleno transbordar 
de tudo o que lhe dá prazer.
Será que duvida?
Serei tua fruta preferida 
com sabor de amanhecer.

E como seria bom acordar e
sentir que não estou sozinha.
Não importa, se um paraíso 
tivesse que inventar.
Voando juntos, 
o tempo, não nos pararia,
nem nos faria voltar....
E mesmo passando rápido,
ao nosso lado se curvaria 
ao silêncio delirante do despertar
numa aventura desmedida 
para a liberdade encontrar...
Não quero pensar que é impossível!
Brindaríamos à certeza 
de que tudo valeu a pena...
O sonho, a aventura, o encanto...
o momento, a paixão...
o caminho... a conquista, ou até mesmo a ilusão!
Por que não?

Depois de atravessarmos juntos
a estação do amor,
por muito tempo sonhado,
apetecido... regado...
somente nossos olhares acesos a brilhar,
brindando ao encontro da brisa com o mar...
reflexo do sentimento mais lindo que há!

Passamos por tempestades e
aterrissamos em fronteiras distantes.
Com o coração acelerado,
gritamos o silêncio engasgado
comemorando o fim de um tributo
arrebatador... intrigante...
Meu sorriso, amor,
lhe entrego nesse instante
porque o meu coração,
guiado por seu olhar,
um dia me abandonou
para ao seu lado ficar.
Ele foi seu desde o dia em 
que te conheceu...
e agora... também eu!
Quero estar na tua vida,
como a sombra e o calor
como o Sol e a Lua
como o vinho e o amor!
Sou feitiço... sou ternura, 
mas no íntimo do teu ser,
já sabe... Sou tua!

AROMA DE ORVALHO
Imagem retirada da Internet
18/12/2015
Foto

DORAVANTE NO TEMPO
Num estalo... o desatino de um juramento.
Encontro aqui palavras e pensamentos onde jamais pousaram os seus.
Desencantos meus!
Resgate de um instante perante o qual a distância consola ou consolida, estando inibida ou sonoramente aflita... entregue às exigências da vida.
Azedume descartável e sem refrão desconectado daquilo que é anterior ao que brota da razão...
Uma antítese descompassada na plenitude de um desejo findado na desconfiguração de um espaço retido ao relento.
Obras do tempo num intragável aroma de sentimentos?... Talvez!
No paladar, fragmentadas partículas degustáveis de amargo vinho a escorrer trepidando a emoção com sabor de raio... trovão!
Uma leve impressão assemelhada à ilusão desfalecida num turbilhão de sensações!
Ah... Desassossego do coração fatiando por recordações que buscam o esquecimento!
Pouco a frente... meditando lacunas apetecidas... o fim de uma história!
Reflexo de um contorcido semblante entristecido.
No olhar, a curvatura delineada pelo decrescente canto dos polos horizontais... Marcas deixadas para trás... marcas de um tempo longo... de uma estrada de mim! Juras que se fizeram para não terem fim... mas tiveram!
Desenfreada servidão... pousada de ocasião para um contemplamento já escasso...
Sem Sol... apenas a escuridão demarcada pelo prazo da solidão...
Labaredas lavradas... encurraladas pela emoção já adornecida nos confins de uma ausência sentida...
Ausência de mim a contracenar com a indiferença...
Indiferença de mim... como sertão rachado pela água que não caiu, pelo sentido que sumiu, pelo amor que partiu!
Um desassossego fazendo piruetas com o medo...
Em que cláusula do destino encontra-se o artigo do que está por vir?
Falta de contemplação!... Emoção plantada no orvalho que não floriu... no amanhecer que lá se foi, sem vir...
Doravante persistente combate na batalha de rochedos pela síntese da Luz do ressurgimento por um novo tempo em busca de coragem!...
Coragem para caminhar por estradas corrompidas... ainda pouco navegáveis; para colher sementes do porvir e contornar as correntes do sentir; para agarrar algum elo de universo estrelado... de mar encantado ou pedaço de céu sonhado; para auxiliar na partida, tanto da ida como da vinda; para encontrar outros caminhos e escrever uma nova história.
Doravante aviste o farol de uma existência iluminada por um horizonte feliz num desejado encontro de razão e emoção no qual não estaria aqui... quem sabe aí?
Doravante na batalha para um novo tempo no espaço de mim...

AROMA DE ORVALHO
Imagem da Internet
02/01/2016
Foto

 


DOCE ENCANTO... DOCE MAGIA
Aspirei o teu perfume
Toquei na tua mão
Nos teus lábios beijei
Senti o teu pulsar
tão forte que maravilhada fiquei.
Me vi no teu olhar
com um sorriso desejado
e, naquele instante,
um toque de alma...
um novo jeito de amar.
Olhando a Lua aparecer,
as estrelas decodificaram 
o anúncio da ilusão me dizendo
"Continue a sonhar"
Doce encanto... doce magia
Nas asas de um passarinho
viajei de mansinho
agarrada a uma saudade
que foi me levando...
Se eu pudesse, traria o tempo de volta
Só pra não ficar sonhando.
Hoje o correr do tempo fez sentido
Tornando real o que parecia proibido
Degustei de um instante de prazer
mergulhada no azul do teu querer,
mesmo sem você saber.

AROMA DE ORVALHO
Imagem retirada da Internet
03/01/2016
Foto

ENCONTREI O AMOR NUM LUGAR SEM ESPERANÇA
Frente a frente
Na ânsia de estar lado a lado...
Tua presença na minha ausência
E teu não existir, mesmo estando ali,
Me despertaram de um sono profundo.
Assim definimos os sonhos... E que sonho!!
Nossas sombras se cruzaram
Na esperança de um novo mundo.

Navegamos juntos do amanhecer
ao entardecer...
E, desde então, não pude mais te esquecer.
Me ensinaste em ti a confiar... a renascer.

Uma ponte de luz brotou entre nós
Iluminando a aurora de um tempo... e
Arrancando a euforia de lamentos.
Na memória, lembranças de alegrias
Nos divertimos com os próprios sentimentos.

Colhi pérolas preciosas
Em tuas adocicadas palavras,
Envolventes e saborosas ao paladar.
Tu vieste e tocaste
Profundo em meu coração
... Me ensinaste a te amar.

Dividimos sonhos, solidão, amizade e vida
E nas páginas do dia a dia
Seguimos de cabeça erguida,
Enfrentando as rachaduras
Das duras tempestades
Que rasgavam as nossas ardentes feridas.

No desejo, um elo de confiança
E o improvável aconteceu...
Encontrei o amor em um lugar sem esperança.

Já ao meu lado não mais está...
De que vale a liberdade
Se já não posso te ouvir... te olhar...
Se já não posso contigo sonhar?

Nesse aroma de liberdade
Sinto apenas o sabor de... saudade.

AROMA DE ORVALHO
Imagem retirada da Internet
05/01/2016
Foto

TUDO DE MIM
Não sei o que eu faria sem a tua existência.
Sonho com seu beijo molhado
Puxando-me para dentro do teu ser...
Me envolvendo num abraço apertado,
Aterrissando na minha alma.

Respiro a sua face...
E vendo o meu reflexo no brilho do teu olhar,
Abraço todos os seus sonhos.

Tudo de mim
Espera o seu universo aquecido 
por sonhos desejados.

Tudo em mim
Ama tudo em você.

Tudo em mim
Aceita suas imperfeições tão perfeitas.

Tudo em mim
Procura, em seu semblante, tudo que só existe em você.

Você é minha melhor distração
É o toque suave e denso de amor...
O grito no silêncio
É o aroma do orvalho fresco da manhã
Sorrindo em cores latentes
No aconchego dos primeiros raios de Sol.

Tudo em mim
Enxerga apenas uma direção a seguir,
E mesmo com tantas encruzilhadas, 
Entrelinhas e horizontes sem fim...
se arrisca pelos caminhos
na busca do seu sorriso e de seus carinhos.

Tudo em mim
Tem a pureza da emoção
traduzida no coral das estrelas do mar e do céu
em suave e doce canção.
Diz que não vai mais resistir ao meu chamado...
Mostra-me a passagem secreta que me leva ao seu coração.

AROMA DE ORVALHO
Imagem retirada da Internet
06/01/2016
Foto

DIRETO NO OLHAR
As cascatas que marejam o mar do meu olhar
Adormeceram ao meu lado
Anunciando a chegada da saudade...
Desiludida, talvez ressentida, 
Eu saio dos teus mistérios
Para, novamente, tentar voar,
Mas... numa volta,
Em questão de segundos,
Ouço a sua voz me chamando... 
Já não posso resistir e
Sonho bem ali
no conforto do vento
que adentra ao meu encontro.
Entregue ao relento 
Sou despertada pelo sentimento
Que já não entendo
E faço um pouso forçado,
sonhando também acordada.
Em disparada,
As gotas orvalhadas 
Molham o lençol.
Como num duelo,
serenamente derrubam o meu castelo
e, num denso sopro,
abraçam o meu corpo.
Já não sou Lua e nem Sol
Talvez apenas uma romântica apaixonada
a caminhar pelo deserto da vida
Sabendo já não ser mais amada, nem querida.
Adiante, na direção do meu olhar
As ondas que quebram o mar
Poderiam  o caminho apontar
Desfazendo o esconderijo dos sonhos
E deixando  o amor me encontrar.
No canto de um canto
Já não quero mais sonhar...
Apenas espero para me ver refletida
Direto no olhar.

AROMA DE ORVALHO
Imagem retirada da internet
07/01/2016
Foto

RENDIDOS AO INSTANTE DE UM AMOR QUE INVADE E QUEIMA POR DENTRO
Acesa está a chama que leva inspiração
e calor ao coração de quem ama.
Coração, que mesmo no silêncio,
é sublime  na contemplação do espaço
e atento ao volume timbrado 
sinuoso, elegante e quente,
batendo ritmicamente numa orquestra perfeita...
Deliciosamente sincronizado à sua maneira,
apresenta ao mundo interior
as sutilezas enaltecidas do amor.

Maravilhoso amor, pelo tempo coroado,
amplo na dimensão da liberdade que encontra,
se estende pelas veredas da vontade ardente 
nos confins do querer,
desvendando as loucuras de um real prazer.
Atrelado ao desejo, segue na ânsia de atravessar  o universo
para saborear a doce e pura arte de poder se entregar,
desfrutando de um suspiro apetecido
à beira do sonhar ...

Rendidos ao instante ,
os viajantes do amor seguem presos ao calor que incendeia.
Doravante envolvidos, distraidamente, 
reconhecem o terno refrão das estrelas
comemorando o encontro do horizonte escondido entre a serra e o mar, formando o grotesco clarão do momento.
Mesmo que as luzes se apaguem, 
a direção devaneada do sentimento
vibra indescritivelmente por um intenso vaivém 
para o além dos sentidos que já conhecemos.
Quanta emoção aflorada!
Paixão desvinculada de explicação
deixando a razão se encontrar com a emoção, 
para, junto a ela, fazer morada.

Na sonoridade do tempo
queimar por dentro
é deixar-se consumir pela loucura da fantasia 
sublimemente contagiante.
É perder-se num labirinto de sedução
repousando ao luar que fascina
no berço de um instante.

AROMA DE ORVALHO
Imagem retirada da Internet
06/01/2016
Foto

E QUE IMPORTA O TEMPO SE O AMOR É ETERNO?...
Que seja um sonho sem fim
A nossa história de amor
Fazendo da lua-cheia
O nosso mundo...
Vigoroso, estonteante,
Ardente e saboroso!
Juntos olhamos para o oceano da paixão
imaginando pisar na areia do coração...
Onde mais poderíamos encontrar o cais 
da inspiração?
Apenas em nós a fantasia se aflora e se completa
Inundando os olhares numa verdade secreta.

Enquanto eu ensaio... sinto o seu fazer gostoso,
transformando o meu horizonte de sensações
numa fonte de irresistível prazer.
Em cada pequeno grão-de-areia,
Semeado pela veia da persistência,
germina o nosso querer na mais perfeita existência.
O que aqui está, na distância de um constante ir e vir,
domina o nosso universo 
seduzindo o diagrama do porvir
de um jeito desmedido.
Esse amor que rouba a alma,
ofegante ao sentido,
é carente, suave, perfumado... é apetecido!
Nesse jeito de amar que é só nosso,
tornou-se um amor bandido!

Amor... tão doce de encanto e magia!
Amor que espera... que sente e que chama,
no calor do momento e a todo instante 
para realizar nossas fantasias.
E nesse fazer gostoso,
caminhamos pelas horas e
passeamos, vagamente, pelo pensamento
roubando não somente emoções,
mas afogando a dor do momento
no doce e delirante degustar das estações.

Difícil escapar das delícias do amar...
Todo o arrepio que se pode encontrar,
entre o céu e o mar,
aprendemos um com o outro
e ainda estamos a suspirar!
Desfrutando da dança dos desejos
resgatamos o sabor daquele beijo
num simples fechar de olhos...
Num suspiro inquieto
calamos a nossa voz,
paralisados ao instante
em que nossos corpos adormecem
fazendo do Sol da manhã
eterna primavera.

Vivemos assim, uma lenda
E que importa o tempo
se o calor de outrora
invade nossos pensamentos?
Se nos servimos de um banquete presente
saboreando a razão da nossa existência?
Se tão doce... terno... arrebatador
é o que sentimos um pelo outro?
Se o que existe entre nós é apenas... amor?
Apenas em nós a fantasia se aflora e se completa
Inundada pelos olhares na nossa passagem secreta.

AROMA DE ORVALHO
Imagem retirada da Internet
08/01/2016
Foto

A ESSÊNCIA QUE HÁ ENTRE NÓS... 
Hoje,  esquecida num canto qualquer, aguardo por tua lembrança. 
Caída...  desprovida dos cordéis,  recordo as rimas e o  brilho da esperança de infinitos instantes...
Ainda hoje... faço companhia a tantas outras, que como eu, foram largamente amontoadas numa sucessão de suspiros exaltados... 
Sem reação, apercebo minha aparência, que já não é mais a mesma... São tantas as razões! Nesse formato de mim, entregue aos amassos repentinos, acolhi num abraço cada palavras por ti abandonada... descartada. Delas, não ouvi murmúrio algum, nem gritos, mas foi tenso o lamento do silêncio... até mesmo do teu.
Acerca de um tempo, estive aos arredores de um espaço que foi ficando pequeno... outrora cercada por fragmentos de sonhos...
Antes, porém... para o além daquilo que poderia ver, me encontraram aflorada, convertida na minha real natureza, gerada pelo âmago da criação... Fui encanto naquele canto e não nesse que hoje me encontro. 
Docemente respirei no campo de outono me fazendo grande na aspiração junto ao carvalho que me envolvia, saboreando o aroma das flores silvestres... das folhas que o vento mexia... do néctar que transbordava em viva euforia nas circunstâncias entregues às alegrias do dia... 
O tempo passou e deixei minhas origens... deixei de ser carvalho. Um novo rumo tomei para me encontrar com o teu agrado e na segurança de tuas mãos me tornei mensageira de sentidos... enaltecendo sonhos, sons apetecidos, que hoje, porém, comigo estão contidos... ruídos perdidos deixados ao relento de um canto que, de tempo em tempo, o vento balança!
Me fiz teu desejo escrito...  Li teu pensamento secreto traduzido em aquecidas palavras que me seduziram...  Palavras que hoje abraço junto ao meu horizonte... num canto que talvez não te desperte e nem encante.
Numa vaga lembrança, olhou-me com carinho e saudade... tendo sido, naquele instante, sedutora recordação das serenas noites de outrora. 
Mas, também, fui compassiva com a frieza do teu olhar nos lamentos em vão... 
Fui margem que carregou seu coração em momentos de solidão. 
Vi a ternura da tua alma invadindo as lacunas de um caminhar sem direção.
Fui a tua distração diante da lareira... Me deixei rasgar por tua vogas vontade e vi pedacinhos de mim, queimando amargamente, diante de numa fogueira.
Fui a tua companhia estando diante do teu olhar e oferecendo o meu espaço para teus embaraçados gorjear de inspiração, sentindo o toque dos teus dedos no deslizar da tua mão.
Estive ao teu lado e ainda poderia estar se quisesse me  desprender desse canto, num agora qualquer... 
Um pedaço de mim ainda existe e se faz presente... 
Tão somente, como uma tira de papel, ofereço-me aos teus encantos como um página em branco... Com alegria, acolheria o teu traçado sutil, deixando-me envolver por tua caligrafia e, assim, revelaria teus desejos de bem querer. 
Depois, mesmo que ocultada ou esquecida num canto qualquer, pelo simples fato de ser uma... folha de papel, me desmancharia com o tempo unida aos doces desejos por ti escritos num relance de inspiração, solidão ou risos... De fato, seria enaltecida pelo frio do inverno ou pelo calor do verão que, na tua doce recordação, não me encontraria ferida... afinal, folhas são apenas ... folhas e, um dia, se vão. Contudo, o perfume e a essência dos dizeres ausentes que te despertaram, esses sim permanecerão para o caminhar contínuo junto a aurora de uma outra estação. 

AROMA DE ORVALHO
Imagem retirada da Internet
10/02/2016
Foto

COM OS OLHOS ABERTOS OU FECHADOS... VAMOS SONHAR?
Não precisa nem falar
seja no princípio ou findar do dia
posso ler no teu olhar
o desejo... a magia
... o sonho... a fantasia!

Encontro na tua mente
Tudo aquilo que é da gente...
O suspiro desmedido,
O clarear do destino,
As pegadas no caminho
... de quem segue em frente,
O Sol que por dentro queima,
O amor que sente.

Tinha que acontecer,
pois  a nossa atração é soberana.
Eu sabia que tu vinhas
meu coração não me engana...
De mansinho chega
E com carinho te recebo
O beijinho que tu queres
É só me dizer...
Com os olhos abertos ou fechados
prefere receber?

Em qual nuvem está, para que 
eu possa te encontrar?
Se o amor é um sonho,
aqui estou para contigo sonhar.

AROMA DE ORVALHO
Imagem retirada da Internet
11/01/2016
Foto

A DESPEDIDA DE UM SONHO... TALVEZ!
Como seresta na janela
Um a um... lançados ao vento,
Os sonhos foram deixando o ventre...
Ao redor, apenas o deslizar de gotas orvalhadas
Caindo mansamente em desmedida sincronia
serenadas ao dissabor do instante.

Pela fresta do ainda adocicado desejo de cravo e canela
o  capricho do destino tocou suave melodia...
Despedida de um verão corrompido pelos delírios de ternos
sentimentos, também lançados ao vento
na incerteza de um novo outono...
Na lembrança, um momento
ausente de outrora em neve entregue ao
aconchego de um saudoso calor...
Loucuras de um tempo,
... tempo do sonhar
que o próprio tempo tratou de buscar!

Rodopiando ao acróstico presente, 
um adeus de sorriso sentido,
de caminhar descompassado,
de olhar teimoso,
no desejo ardente... de um sonho gostoso!
Profundo na certeza do impossível,
o encontro com o arrependimento
vivido... assumido... ardido!
Amarga fragrância do infinito
no indefinido amor que nos acompanhou
e nos deteve em vazios e solitários dias.

Na boca, o paladar 
do licor da saudade
brindado, com sutileza,
pelo encanto que ficara na memória
... no coração
pela construção de uma história
que talvez fosse a nossa...
História essa,
sem começo, nem meio, mas com um fim.
Um conto delirante, de sonhar... 
Navegado a meio caminho por mim e por ti... talvez!
...Pelo espaço e pelo tempo,
no templo do... "Era uma vez!"

AROMA DE ORVALHO
Imagem retirada da Internet
20/01/2016
Foto

E AGORA?...
Você pode viajar,
rodar o mundo...
Encontrar uma nova estação
um tempo bom...
Mas, outro amor profundo e
tão sensível como o nosso?
É difícil até de imaginar!
Onde quer que você vá
estarei lá...
acesa e vibrante em teus pensamentos,
aquecendo os teus sentimentos
com olhar brilhante e sorridente.

O destino deve estar nos olhando
como quem diz...
"Fiz tudo para um ao outro encontrarem e
 como seres únicos se tornarem...
Os fiz sonhadores perfeitos para um amor mais que perfeito;
Como a Lua e o Sol
O céu e o mar
A noite e o dia
O sonho e o despertar
O ontem e o depois...
Tão completos para que nada 
pudesse faltar"

Como folha seca ao vento, 
o destino nos colocou
 nas mãos do tempo,
sem caminho certo 
fomos seguindo,
às vezes sozinhos,
até um ao outro encontrar...
e foi assim,
talvez já sem esperanças,
que olhou no meu olhar
e por esse amor não resisti...
me deixei levar ...

 E agora?
Meu coração está de ponta cabeça
E não entende como te perdeu...
A saudade arranha,
fere e traz de volta as lembranças
de tudo o que a gente viveu.
É possível, 
mas não acredito que a tua paixão morreu
porque em mim, a velha chama
continua acesa... intensa
e te espera,
num desejo louco
de começar tudo de novo...
Um amor de primavera!

AROMA DE ORVALHO
Imagem retirada da Internet
23/01/2016
Foto

LADO A LADO...
Tanto amor assim
É como um abraço no tempo
É entrega... é paixão...
É alegria unindo
tudo que é intenso,
num só coração.
É chuva de sonhos 
É brisa de encantos
É ternura e calor
É alegria em cores
É prazer...
É uma delícia
despertando a vontade de viver!
Somos o desejo,
o aroma
o olhar
a conquista
o raiar do dia
a esperança
a vibração
a energia de uma criança!
Somos o querer que mais avança
mesmo sem saber 
onde vamos chegar.
Somos o coração na boca 
e o sorriso no olhar...
Somos a arte de amar!
Somos tudo e mais um pouco...
o suor na pele 
o mimo na figueira
o calor que acaricia
o aconchego da fogueira
o clarear e a sombra do dia.
Entregues ao sabor desse amor,
Somos a liberdade e a fantasia.
Com ou sem asas para voar
compartilhamos um sonho lindo
e não queremos acordar.
Como a semente e o chão
somos calor e Sol
juntinhos,
lado a lado,
aquecidos
apaixonados!

AROMA DE ORVALHO
Imagem retirada da Internet
25/01/2016
Foto

...VEM FICAR COMIGO!
Te quero...
Tanto quanto sempre quis
Quero deixar aflorar...
Pois o que é belo,
Não podemos sufocar!
É como desviar um rio perdido
Que quer encontrar o mar,
Ou esconder-se do Sol
Esplêndido a iluminar 
Tão brilhante quanto o olhar.
Quando o desejo é claro e preciso
Transborda no peito,
Aquece a alma...
Quem pode ocultar?
Já tentei e não consigo
Te esquecer...
Me distanciar...
Em tudo que olho
É o teu reflexo que vejo
Você está em toda parte,
A qualquer hora,
Em todo lugar!
O que mais quero?
Te ver... 
Te tocar
Te sentir
Te encontrar
Te namorar
E, quem sabe,
Em teus braços me perder...
Me deixar levar!
Sonhando...
Canto com os pássaros
Para que ouça a minha voz...
Misturo-me nas paisagens
Para que me perceba na brisa... nas flores... 
Nas águas... no vento... nas folhas... no mar...
Escrevo a nossa história
Em linhas, versos e pensamentos...
Seguro na tua mão,
Acompanhando teus movimentos...
Te encho de alegria
Adocicando o teu sorriso com um beijo meu,
Espantando a solidão 
E despertando ainda mais cada desejo teu.
Quero a tua companhia
A todo instante
E abraço o novo dia
Acreditando no amanhã.
Respiro o ar que tu respiras,
Almejando as mesmas carícias e anseios...
És o meu melhor sonho
E com você,
Compartilho dos mesmos segredos.
Ao passar dos dias
O tempo me faz companhia
Trazendo a tua mensagem
Que sopra ao meu ouvido...
Em resposta,
Eu te digo...
"Deixa tudo
E vem ficar comigo!"

AROMA DE ORVALHO
Imagem retirada da Internet
26/01/2016
Foto

ESPERANDO NA JANELA
O dia vem
E traz novamente a luz
Do seu olhar vibrante.
Abraço o teu sorriso 
Ao fechar os olhos e
Alcanço as estrelas
Imaginando o teu semblante...
Você é o meu destino
Dono do meu caminho.
É aquele que corre pelos campos
Como um menino
Sorridente...
Vivendo o momento...
Envolvente!

Assim também vou vivendo
Sempre na esperança.
Sigo o meu instinto
Com sede de amor
Coração carente... faminto!
Da mesma janela
Que te vi passar
Estou te esperando
Querendo te ver voltar.
Não importa o tempo,
Quero contigo estar.

Quando a noite chega
A madrugada é fria.
Meus olhos rasos d' água
Acompanham o tempo 
que nos deixou longe...
Onde você está,
Será que ainda lembra
de mim?
Um sentimento assim,
Será pra sempre?...

Estar de frente com a vida
Me faz refletir e...
Me pergunto...
"Onde andará você,
meu grande amor?"
Nunca te quero apagar 
Da memória
Meu coração te chama
Minhas mãos te querem tocar
E os meus pés?
Estes querem ao teu lado caminhar!

AROMA DE ORVALHO
Imagem da Internet
28/01/2016
Foto

VOLTO AO PASSADO...
Vida vazia, 
deserto profundo.
Sem você,
parece um sonho 
mas vivo triste!
A dor da saudade 
traz recordações ...
Volto ao passado
onde encontro na lembrança
o nosso mundo inventado.
Doce encanto!
Lá encontro suas
Carícias, seus beijos... muito prazer
e... no coração
a certeza que nunca vou te esquecer.

Sinto a falta do seu olhar
me dizendo...
"Fica comigo!"
Sem você a vida 
é sem brilho... 
sem aroma, sem sabor...
É apenas uma aventura
Vem logo me ver...
Quero ser tua!

Vem me encher de luz,
Me guiar... me amar 
Vem iluminar 
os meus sonhos,
o meu olhar!

Sem você tudo está triste.
Volto ao passado...

AROMA DE ORVALHO
Imagem da Internet
30/01/2016
Foto

ELE... ELA... E O TEMPO
Ele... 
Simplesmente um sonho!
Ela...
Um encanto... a magia... o amor!
Juntos...
Navegam no tempo...
Por vezes felizes e
Em outros, nem tanto!
Mas, navegar é preciso...
Viver é preciso...
"Ser" e "estar" também!
E se torna melhor,
Se tudo isso se mistura
Ao aconchego da paixão,
Na companhia de quem, 
Um ao outro, 
Só faz bem!
E assim, 
Seguindo adiante,
Muitas vezes envolvidos 
Pelo bel prazer...
Se encontram com o tempo, no tempo,
Que logo se encarrega 
De muito desfazer.
Com o tempo, tudo pode acontecer!
E acontece....
Para renovar o amanhecer,
Despertar o entardecer
E  esquentar o anoitecer!
E o amor?
Ah! O amor que gentilmente adormece
Revigora para aquela chama acender!
É aí que surgem as premissas 
De quem sabe bem 
As delícias do prazer.
Ele e ela... 
Nas ondas da vida
Viajam sorrateiramente 
pelo jardim da existência
Somando memórias
Tecidas como pétalas de cristais...
Cristais que se fizeram florir
Nas manhãs de cada primavera...
Cristais que brotando no coração
Resplandecem no olhar cativante
De um para com o outro...
Atração que explode
Num recanto de pura emoção!
E o que dizer dos sorrisos?
Ah! Quando o coração transborda
E o olhar suspira,
O sorriso semeia estrelas
Que brilham mais que Lua
Esplendorosa no céu
Fazendo-a limitada ao luar
e intimidando até mesmo aquele que achava 
ser o principal astro do sistema solar...
Nas noites quentes de amor
E nas manhãs resultantes desse calor
Pra quê Sol?
Se o que importa 
Entre eles é... 
apenas eles!

AROMA DE ORVALHO
Imagem da Internet
01/02/2016
Foto

O BELO ADORMECIDO... (?)
Vês na tua sorridente estrada
As vozes adocicadas
Que lhe trazem aromas
E ternuras orvalhadas?
Sabes bem como deixar
à espera os sorrisos mais distantes...
És o portador da alegria
Quando é hora de chegar...
És o artista da estrada
Passos rasos... 
Caminhando lado a lado,
Levando encantamento 
onde quer que vá.
Sem  melodia certa,
Em sintonia discreta,
Descompassa o ritmo do olhar.
Dos mistérios que a vida oferece,
A carga que mais lhe apetece
Envolve suavemente
Embalado ao jeito próprio de amar.

Como uma estrela cadente,
Atravessa o horizonte,
Sabendo as voltas que pode dar...
Traçando, então, o seu caminho
Rodeado, porém sozinho,
Segue o príncipe do momento.
Em disparada pela imensidão
Sai, valente, a galopar...
Cortando  o vento invade fronteiras
Levando imenso talento,
Num singelo despertar.
Sutilezas daquele que
Sabe bem onde quer chegar.
E seguindo...
Desbrava o amanhecer 
Mas é na madrugada
Que finda o teu querer...
Ardente em paixão,
Tua chama ecoa ao tempo
Num  grito realçado,
Não de lamento e
Nem de solidão,
Pois ao que se pode ver,
Junto ao silêncio abraçado
Quer seu destino escrever.

Virtuoso viajante
Que risca, pincela... detalha 
caminha... segue, declara
sonha... espera... sente
Bem mais que uma estrela cadente,
Que no horizonte desponta,
Quebra regras, se apaixona... 
E meu coração desmonta.
Despertador de desejos,
Quero provar dos teus beijos,
Pousando meus lábios nos teus...
Em suaves movimentos
 Decodificará nesse instante
Cada um de meus sentimentos
Saboreando as palavras 
Outrora reveladas 
Somente por meu olhar.
Lentamente, junto ao teu corpo
Quero também repousar
Para que sintas o aroma,
A maciez, a delicadeza
E o encanto do verbo amar.
No sentido desse encontro
Meu belo adormecido,
Quero eu te fazer despertar.

AROMA DE ORVALHO
Imagem retirada da Internet
04/02/2016
Foto

COMO ELA NÃO HÁ... PODE PROCURAR!
Na sua determinação,
Se faz valente,
Poderosa... sem igual!
Mas não dispensa
Companhia,
Trata de fazer folia
Com o seu encantador visual.
Pode revelar muitas histórias
Pois traz em sua memória
Mergulhos deveras profundos....
Sejam rasos ou lá do fundo
Abriga sorrisos 
que em lágrimas despencam
e na imensidão do espaço 
que alcança... goteja.
Acolhendo ou se  ofertando,
Vai seguindo.... se expandindo... 
ou mesmo escondendo...
Mas onde quer que ela esteja,
Enriquece o  lugar
Causando prazeres
Despertando desejos
À luz do Sol... do luar.

Quem conhece  seu esplendor
Dela nunca se esquece...
Contempla com amor
Tudo aquilo que oferece.
Ao seu lado, todos
Querem ficar...
Com tanta doçura,
Até os pássaros
Se aproximam para cantar...
Perigosa?... Não!! 
Deliciosa...  festeira!
De águas puras e cristalinas...
Segue naturalmente faceira!
Como é bom degustar
De um banho junto a ela... à sua beira!
Com tanto encanto,
Só poderia estar falando
Da majestosa cachoeira
Que aprendi a contemplar
Sentada a sombra,
na encosta de uma figueira...
Duvido que  nela mergulhar 
Haja alguém que não queira.

... Como ela não há!
É  acolhedora... faz sonhar...
E naturalmente apetecida,
é  também companheira... amiga!
Ah! Cachoeira!!
Que naquela vigorosa costeira,
Deixa transbordar aromas orvalhados...
Em ti quero mergulhar por inteira
arriscando um gentil sorriso
numa feliz brincadeira.

AROMA DE ORVALHO
Imagem retirada da Internet
06/02/2016
Foto

ENTRE O TUDO E O NADA... UM ARCO-ÍRIS
Em busca do tudo
De mãos dadas com o nada
Hei de encontrar flores
Pelas  estradas...
Por onde ando... 
Por meio do qual me encontro... me encanto!
Mas é buscando encontrar você
Que não me surpreendo
Com o que vejo...
Estás presente sempre e em tudo 
Que a minha alegria alcança...
Tu és a minha esperança!
És aquele que mesmo nos dias cinzentos
Surge para colorir tudo... dentro de mim!
Enquanto houver Sol,
Mesmo numa gota orvalhada
Estás lá, em sete cores,
Me fazendo esquecer das flores
Que um dia de mãos dadas com o nada
Me propus a procurar.
Em sete cores, és um arco-íris...
Uma ponte entre o desejo e o sonho,
Entre o céu e a terra,
Entre a Lua e o Mar...
És também a inspiração
Para um doce encontro de olhares
Num intenso desejo de amar... de sonhar.
Despontando à distância
Se faz de suma importância 
Tal qual uma estrela, um farol... 
ou simplesmente o sussurrar 
do ocidente indicando um suspiro crescente.
És tão envolvente!
E eu?...
Sou, talvez, o teu amor profundo,
A acariciar tuas vontades
Do outro lado do mundo.
Sou, ainda, a tua falta de tempo,
Enquanto tu és puro encanto 
em meu pensamento.
Sou, certamente, o que nunca te fez falta
Enquanto tu és o tudo 
Que em cores me desperta e dá prazer!
És a minha totalidade 
Num universo de saudade.
Sou, quem sabe, a divisão entre
A razão e a emoção...
O desejo e o prazer, 
O sonho e a ilusão,
O mistério e o aroma,
A ansiedade e a paz,
A doçura e o lamento,
A beldade e o castelo,
Um conto belo...
Tu és também aquele que um dia eu quis 
E ainda quero!
Encontrar-te, porém,
não é tão simples assim...
Seria um mero desafio do destino,
Que existe apenas dentro de mim?
Amo-te! ... É tudo que sei, enfim.

AROMA DE ORVALHO
Imagem retirada da Internet
08/02/2016
Foto

TU SABES ONDE ME ENCONTRAR...
Enquanto o teu silêncio me invade,
Me desarma e... até me alucina,
Vou contando os dias para te surpreender e...
É aceitando o que me oferece
Que, junto a ti, me desfaço
Numa terna ausência de mim...
Oferto o que mais te apetece
Envolvido num sorriso
Onde o melhor acontece.

Fazendo-te em mistério
Ponho-me a contemplar 
O que alcança o meu olhar
E é na ânsia de te abraçar
Que sinto o teu perfume
Invadindo o meu espaço.
Imagino ouvir a tua voz,
Ou até mesmo uma qualquer 
palavra tua... E ouço!
Me delicio, então, desfrutando
da tua generosa rouquidão, 
Que me arrepia inteira...
Doce ilusão!

Nesse lance de despertar
Me pego a esperar 
Por tua boca serena...
Por teus beijos suaves...
Por teus desejos de homem,
Tão seguro... tão cheio de si...
Um sonho que jamais esqueci
Tão intenso é o meu desejo por ti...
Quero tanto olhar-te nos olhos,
Deslizar os meus dedos
Por teus cabelos,
Acariciar-te por inteiro.

Sim, estou a suspirar de encanto
Enquanto enxugo o meu pranto
De saudade a cantarolar pela face
O meu querer em estar contigo...
Um querer supremo... sem explicação,
Que se renova na esperança
De um sussurrar ao ouvido
Sob uma nova inspiração 
solvida em poesia ainda não lida, 
à beira da praia... na maresia!
Sabes onde me encontrar
E para a tua emoção despertar 
Somente a ti entregaria,
Sem receio qualquer,
Meu mais doce e suave
Aroma de mulher.

Mesmo nessa distância
Ponho-me em tuas mãos
Me transformando em teu rascunho
Ou mesmo num belo refrão 
Seja de uma melodia...
Poesia... Canção!
Ah meu doce mistério!
... És o meu caso sério.

A tua presença dentro de mim 
Se faz sentir... e não resisto!
É como o ar que respiro...
Num infinito suspiro.
Neste mundo de encanto
Voo longe... voo alto
Voo grande!... e tão distante!
Ter você comigo,
Será mesmo um desafio constante?
Tal qual um pássaro,
Sem deixar marcas pelo chão,
Saio todos os dias a te procurar,
Mas tu sabes onde me encontrar... 

AROMA DE ORVALHO
Imagem retirada da Internet
10/02/2016
Foto

ESTOU AQUI...
Estou aqui...
Me fazendo presente a todo momento
Desviando todo mal do teu pensamento
E oferecendo luz para o teu olhar sereno.
Quero te colocar sobre as minhas asas
Sem que você me veja
 E num toque de carinho 
percorrer teu rosto, teu corpo...
Fazer tudo que o que deseja.
Quero secar qualquer lágrima
Que ousar cair,
Despertar teus sonhos... te fazer sorrir,
te entender... te ouvir.
Sente... Estou aqui!
Quero cuidar de você
Te levar até o meu céu
Te apresentar as estrelas...
Quero cantar pra você dormir.
Durante o teu sono
Quero te tocar profundo,
Mas se o coração disparar
E, subitamente, me aperceber e
Quiser  me beijar,
Serei toda tua...
Descobrirá que além de anjo
Eu posso ser o teu amor
A tua alma gêmea,
Serena e doce 
Lado a lado a te acompanhar...
Cada vez que te olho, te sinto
E  deixo renovar em mim a esperança e o desejo
De que também queira em minhas asas tocar...
Deixa eu estar presente em ti,
Te fazer feliz... Te guiar...
Quero te mostrar que no mundo
Os sonhos existem para se realizar.
Vê?... Eu estou aqui
Esperando para contigo voar...

AROMA DE ORVALHO
Imagem retirada da Internet
12/02/2016
Foto

BRISA E RAIO DE SOL - 1ª PARTE

Distante, bem próxima à linha do horizonte, Brisa olhou para o céu e, radiante com o que viu, logo se encantou por nada menos que... Raio de Sol. Para Brisa, aquele momento foi marcante e, não tardou a enamorar-se por ele... tão brilhante, reluzente, aconchegante... envolvente.

Como poderia ela, uma leve e simples brisa, ser por ele percebida?

Aquele Raio de Sol, tão nobre, tão esperado por todos, dia após dia... definitivamente, para ela, jamais olharia... pensou. Mas, Brisa não desistia e, todas as manhãs,  lá estava suavemente soprando do mar para a terra... em vão.

Foi, então, que Brisa decidiu subir as montanhas e, com tamanha doçura e suavidade, viajou por entre os vales...

Raio de Sol nada via... indiferente ao movimento, continuava o que sempre fazia... encantar com o seu esplendor como quem sabiamente, escreve poesia desde o amanhecer ao findar do dia.

A noite chegava e, do seu querido Raio de Sol, Brisa se despedia, voltando suavemente para o mar, seu amigo terno... sua fiel companhia.

Os dias foram passando... Brisa foi deixando pra trás os seus sonhos... suas vontades e fantasias. O luar a incentivava para que nunca deixasse de sonhar, mas quem poderia imaginar que algum dia Brisa e Raio de Sol poderiam se encontrar? ... Brisa foi perdendo a sua esperança...

Passando pelos vales, Brisa retornou às montanhas para se despedir pois, não queria mais estar ali... Deixando a sua face ainda mais radiante, uma gota de orvalho se formou em seu olhar brilhante e... caiu. Neste instante, sentiu abandonado o seu coração apaixonado.

No canto de um canto, lá estava Brisa... sentida, refugiando e buscando coragem para continuar seguindo em frente. Ainda hoje, ela caminha gentilmente, soprando um ventinho suave, em todo lugar... levando ternura e acariciando as montanhas, os vales, a terra... e o mar.

E o Raio de Sol?... Bem, este permanece fazendo companhia ao dia, sempre a iluminar, e, por vezes, sorrateiramente, desce e abraça um ventinho refrescante, capaz de suavizar o seu coração e também a sua mente. Um ventinho tão gentil e envolvente... Raio de Sol não sabe, mas é a Brisa que ele não vê, mas sente... e a deseja misteriosamente. 

Em ambos, o toque que não se vê... o desejo que não se pode conter... o sentido de um ao outro pertencer... a vontade de sonhar junto, sem se perder... Estariam eles se amando, sem saber?

(...) 

AROMA DE ORVALHO
Imagem retirada da Internet
16/02/2016
Foto

... MEU RAIO DE SOL
Tu és o meu raio de Sol,
Radiante, sempre a iluminar...
Sou uma leve e simples brisa 
Que, neste instante, quer te acariciar.
Por meu frescor, 
Ficarás envolvido...
Desejando a minha respiração
Sussurrando ao teu ouvido
Minha verdadeira intenção
Que é apenas uma...
Conquistar o teu coração.
Com ternura e suavidade
Beijarei os teus lábios e...
Num toque leve e profundo
Declarei querer-te mais que tudo.
Por você, meu raio de Sol,
Viajo por entre mundos
Ponho-me na tua frente
E mesmo que indiferente 
Se afaste, se esconda ou se vá...
Tua ausência se faz presença
Quando, apesar da distância,
Me revela os teus desejos,
Segredados no universo do sonhar.
Se mostrando misteriosamente
Caloroso  e sorridente...
Tocar na tua pele,
Pra mim é um presente.
Pode até não me ver,
Mas como a brisa que sou
Me deseja... me sente.

AROMA DE ORVALHO
Imagem da Internet
16/02/2016
Foto

...QUERO-TE FELIZ!
Tenho as cores da manhã
Trago as lembranças do passado
Carrego o orvalho da noite
E o sereno da madrugada
Espalho os perfumes das flores
Encanto o céu com as estrelas
Misturo todas as cores
Desencanto a Lua cheia
Caminho ao lado das fontes
Brinco na linha do horizonte...
Sussurro poemas aos montes.
Canto com os pássaros 
As canções que fazem as folhas se abrirem,
O vento soprar, a chuva cair... o Sol brilhar.
Canto porque a amizade existe
Porque os campos se alegram
Porque o coração bate
E os anjos me tocam.
Canto porque a alegria tem nome
E a tristeza... some.
Canto pelo brilho do teu olhar
Ao ver levantar as ondas do mar.
Posso ser a tua sereia 
E em teu pensamento navegar.
Se queres ouvir da minha voz
E delirar com o que mais te convém
Ponha o teu olhar no meu
E decifra o refrão que nele tem
Saberás com o seu brilho
Tudo de quem só quer o teu bem.
Chega mais, aqui pertinho... Vem!
Embora, hoje, já tenha cantado
Para ti, quero tocar também.
Um toque suave e único
Jamais oferecido a alguém.
Apenas ouça e sinta...
Sou serena, suave, orvalhada
Flor, tua menina... mulher, melodia,
Raiz, ternura, valentia, charme
Teimosia... Sou delicadeza,
Sutileza, alegria, guerreira,
Princesa, rainha... sou aprendiz!
Junto a ti, minha felicidade reluz...
Sou o dom, um poema... sou luz!
Sou pingos de chuva suavizando a tarde,
Sou raio, trovão... tempestade. 
Sou encanto, magia, brisa... raio de Sol
Sou fogo que queima sem ferir
Sou aroma... sou vulcão! 
Sou um mistério, talvez,
mas viajo na certeza de ser
tudo o que sempre desejou e quis...
Sou o teu melhor sonho e...
Só quero te fazer feliz!

AROMA DE ORVALHO
Imagem da Internet
18/02/2016
Foto